Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Algoz de companheiros de Barça, Neymar espera ajuda para adaptação

Rio de Janeiro (RJ)

Recém-contratado pelo Barcelona junto ao Santos, Neymar teve de encarar futuros companheiros na final da Copa das Confederações. E não teve nenhuma pena. Marcou um gol, causou a expulsão de Gerard Piqué e foi eleito craque da decisão, vencida por 3 a 0, e da competição, a quarta conquistada pela Seleção Brasileira.

Ao todo foram nove jogadores do Barça convocados por Vicente del Bosque para defender a Fúria no duelo do Brasil: o goleiro Victor Valdés, o zagueiro Piqué, o lateral esquerdo Jordi Alba, o volante Sergio Busquets, os meias Xavi Herández, Andrés Iniesta e Cesc Fabregas e os atacantes Pedro Rodríguez e David Villa.

“Falei na coletiva que tenho um respeito muito grande, a admiração por eles é gigantesca. Mas dentro de campo estou defendendo meu País. Estou defendendo meus companheiros, minha família, então trabalho para eles. Hoje fiquei muito feliz pela partida da equipe, pelo que a Seleção jogou, até mais do que a gente esperava, fechou com chave de ouro”, destacou o camisa 10.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Neymar, agora do Barça, foi o craque da Seleção Brasileira e principal jogador na decisão contra a Espanha
Se foi um dos responsáveis por tirar da Espanha a única taça que faltava para a atual geração, Neymar espera que os futuros companheiros não guardem mágoas pela atuação deste domingo no Maracanã e que sejam camaradas para ajudá-lo a se adaptar ao futebol europeu o mais rápido possível, para chegar bem na Copa do Mundo de 2014.

“Estou muito feliz por tudo o que aconteceu nessa competição e espero que a adaptação (no Barça) seja rápida, será uma mudança, algo totalmente diferente. Será uma coisa nova, coisa boa, estou indo para um dos maiores times do mundo, com grandes jogadores. Estou muito, muito feliz, espero que me adapte o mais rápido possível e que no ano que vem possa fazer ótima Copa do Mundo”, projetou o mais novo culé.

Mas Neymar não deixou os catalães apenas de cabeça quente pela derrota. O desempenho do astro fez o lateral Alvaro Arbeloa, do rival Real Madrid, ser um dos piores em campo e ser substituído no intervalo por já ter recebido um cartão amarelo. Além disso, afundou o goleiro e capitão merengue, Iker Casillas, para fazer o segundo gol brasileiro na final.

Mesmo ainda abalado pelo segundo lugar no Brasil e pela expulsão no segundo tempo, Piqué não deixou de rasgar elogios a Neymar: "Ele é um grande jogador, um craque. É rápido e tem bom drible. Ele foi espetacular".

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade