Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/ Botafogo - ( - Atualizado )

Botafogo define nos próximos dias sua casa para o Brasileirão

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Com a notícia de que o Estádio Olímpico João Havelange, mais conhecido como Engenhão, seguirá fechado por mais 18 meses após sua interdição, a diretoria do Botafogo vive a escolha de uma nova casa para a equipe durante o Campeonato Brasileiro.

Atualmente, o Glorioso vem atuando no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), tratado como uma solução paliativa. O recinto gera pouco retorno financeiro para o clube e ainda causa desgaste para a delegação, já que exige um deslocamento de mais de 100 quilômetros por parte da equipe.

Nesta quinta-feira, o presidente Maurício Assumpção tem reunião agendada com os representantes do consórcio que assumirá a administração do Maracanã. Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, também deve participar do encontro.

A ideia do clube é que a Prefeitura encontre arque com os gastos de estádio da equipe, já que o clube foi prejudicado com o fechamento do Engenhão. O acordo buscaria evitar uma possível ação judicial do clube contra a administração municipal.

Caso a negociação com o Maracanã fracasse, o Botafogo pode tentar um parceiro para viabilizar a realização de jogos no Estádio Caio Martins, em Niterói (RJ). Além de evitar viagens longas, o palco conta com o carinho da torcida e é tratado como alçapão pelos botafoguenses.

Outra carta na manga da Prefeitura para evitar um confronto com o Botafogo seria viabilizar patrocinadores para uma rápida reforma em Moça Bonita, estádio do Bangu, local visto com carinho por pelo técnico alvinegro Oswaldo de Oliveira. No Carioca, o estádio recebeu elogios públicos não só do treinador, com também do craque holandês Seedorf.

Caso nenhum acerto aconteça até o retorno do Campeonato Brasileiro, o que é pouco provável, o Botafogo deverá continuar mandando seus jogos em Volta Redonda. O clube também recebeu convites de algumas cidades para negociar seu mando em partidas do Brasileirão. Os convites principais partiram das prefeituras de Juiz de Fora (MG), que disponibilizou o Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, e Brasília, sede do Estádio Mané Garrincha, que já recebeu o jogo entre Santos e Flamengo, na primeira rodada do nacional.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade