Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Brasil chuta quase três vezes mais a gol do que a Itália para vencer

Salvador (BA)

Bastava um empate para o Brasil garantir a liderança do grupo A da Copa das Confederações, mas o time de Luiz Felipe Scolari se empenhou para vencer e impor 4 a 2 na Itália na Fonte Nova. A equipe verde e amarela chutou a gol quase três vezes mais do que seu adversário em Salvador.

Nas estatísticas, foram 11 arremates à meta de Buffon, sendo que quatro balançaram as redes dos italianos. A Azzurra, por sua vez, acertou o gol de Júlio César em quatro oportunidades, mostrando, contudo, mais eficiência, já que deixou sua marca em metade delas.

Faltou à Itália, contudo, dar mais trabalho ao goleiro de Felipão, já que os atuais vice-campeões europeus deram dez chutes no total, incluindo os que não foram em direção à meta brasileira. A zaga brasileira também teve mérito nos erros dos chutes italianos, que tiveram seis escanteios, contra cinco dos comandados de Scolari.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Os atacantes do Brasil deram trabalho a Buffon e garantiram a vitória do Brasil contra Itália
Em compensação, só três das 14 finalizações do país anfitrião da competição não foram a gol. Além de chutar bastante, a Seleção mostrou empenho até exagerado, já que cometeu 27 faltas e levou três cartões (David Luiz, Neymar e Luiz Gustavo). Os adversários tiveram 18 infrações, com Marchisio recebendo amarelo.

No controle do jogo, os números mostram equilíbrio. O Brasil teve 55% da posse de bola, com os italianos mantendo em 45% esse quesito.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade