Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Amistoso - ( - Atualizado )

Com Schumacher e Mourinho, Ballack se aposenta em amistoso na Alemanha

Leipzig (Alemanha)

Um dos principais jogadores da história recente da seleção alemã, o meia Michael Ballack realizou um jogo festivo, nesta quarta-feira, em Leipzig, na Alemanha, para oficializar sua aposentadoria do futebol. Com a presença de grandes astros do esporte mundial, como o piloto Michael Schumacher, o treinador José Mourinho e o atacante Didier Drogba, o atleta de 36 anos foi o grande nome do amistoso entre os Amigos de Ballack e a Seleção do Mundo.

A partida terminou com o placar de 4 a 3 para a Seleção do Mundo, mas o resultado era o que menos importava. Ovacionado pelos cerca de 45 mil torcedores que lotaram o Estádio Central de Leipzig, Ballack foi muito homenageado durante todo o jogo. Assim que o árbitro encerrou o amistoso, as luzes se apagaram, e todas as atenções se voltaram pra o jogador, capitão da seleção alemã nos vice-campeonatos mundial e europeu, em 2002 e 2008, respectivamente.

Com os olhos marejados, ele se dirigiu ao meio campo, e foi cumprimentado por todos os seus companheiros. Em seguida, deu uma volta olímpica no estádio e foi aplaudido de pé pelos torcedores.

AFP
Michael Ballack promoveu uma grande festa para celebrar a sua aposentadoria
Com a bola rolando, Ballack atuou pela sua equipe no primeiro tempo, e pela Seleção do Mundo no segundo. Balançou as redes três vezes – duas pelos seus amigos e uma pela equipe adversária-, levando ao delírio os fãs presentes.

Além dele, o “jogador” mais aplaudido pela torcida foi Michael Shumacher. Heptacampeão mundial, o piloto alemão, que jogou com a camisa 77 – em referência aos sete títulos na Formula 1-, atuou como ponta esquerda da equipe de Ballack e pouco apareceu na partida. No entanto, bastaram alguns toques na bola para fazer a alegria dos alemães em Leipzig.

AFP
O heptacampeão mundial de Formula 1, Michael Schumacher, marcou presença no amistoso

Pelo outro time, quem brilhou foi o marfinense Didier Drogba. O atacante anotou dois gols e garantiu a vitória à equipe comandada pelo seu velho conhecido, José Mourinho. O português, que teve em seu time estrelas como Shevchenko, Lothar Matthäus, Weindenfeller, Philipp Lahm, Jens Lehmann, Ricardo Carvalho e Florent Malouda, mostrou muita simpatia e atraiu muitos olhares para fora das quatro linhas.

Antes do jogo, por exemplo, ele rasgou elogios à grande estrela da festa. “Ballack foi um jogador fantástico no Chelsea e na Alemanha. Tenho muita sorte por tê-lo treinado”, afirmou.

A equipe dos Amigos de Ballack, por outro lado, não contou com nomes tão fortes quanto a Seleção do Mundo. O meia alemão preferiu homenagear seus companheiros de seleção e escalou nomes conhecidos no futebol germânico como René Adler, Neuville, Mertesacker, Sam, Frings, Schneider, Jancker e Miroslav Klose. O técnico foi Rudi Völler, campeão da Copa do Mundo como jogador em 1990, e vice-campeão mundial com a Alemanha em 2002.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade