Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Com um jogador a menos, Bahia segura o Vasco em Volta Redonda

Gazeta Press Volta Redonda (RJ)

Vasco e Bahia fizeram um jogo de poucas emoções na noite dete sábado, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, que terminou com o empate em 1 a 1. O Bahia saiu na frente com Fernandão, e o Vasco empatou com Carlos Alberto, de pênalti.

O resultado deixou o Bahia com oito pontos, na parte de cima da tabela. O Vasco, com sete, aparece mais abaixo.

Com a parada do Brasileirão por causa da Copa das Confederações, as duas equipes voltam a jogar somente no dia 7 de julho. O Vasco visita o Internacional, e o Bahia recebe o Corinthians na Fonte Nova.

Divulgação/Vasco da Gama
Carlos Alberto anotou gol de pênalti, mas não conseguiu evitar o empate em casa com o Bahia
O jogo - As campanhas irregulares de Vasco e Bahia são mais decorrentes das limitações técnicas dos dois elencos do que da desorganização tática. As duas equipes se posicionam bem em campo e demonstram estar bem preparadas por seus treinadores, Paulo Autuori e Cristóvão Borges, respectivamente.

O Vasco controla bem a posse de bola e faz o jogo virar de lado a lado constantemente, porém, assim como o Bahia, carece de qualidade no setor de criação. O resultado foi um confronto disputado no meio campo mas com pouquíssimas chances de gol. Os goleiros Michel Alves e Marcelo Lomba tiveram pouco trabalho na maior parte dos noventa minutos.

O Bahia foi a Volta Redonda com uma proposta mais defensiva e buscando explorar os contra-ataques, e conseguiu surpreender o Vasco logo no início, contando com uma falha coletiva da defesa carioca.

O atacante Fernandão foi lançado e a marcação trabalhou em linha, porém, o jogador do Bahia, apesar de grandalhão, foi mais rápido e tocou por cobertura para abrir o placar no Raulino de Oliveira.

Após o gol, o Bahia recuou ainda mais e se fechou lá atrás. O Vasco, por sua vez, manteve a serenidade e tocava a bola em busca de uma chance de furar o bloqueio adversário. Numa rara oportunidade, Alisson fez boa jogada pela esquerda e entrou na área, mas concluiu para fora.

Apesar das dificuldades, o Vasco não demorou a chegar ao empate, num pênalti duvidoso sofrido por Carlos Alberto. O mea-atacante recebeu na área e caiu ao tentar o drible sobre o marcador. O Bahia protestou mas o árbitrou apontou a marca de cal. O próprio Carlos Alberto cobrou aos 21 e empatou o jogo.

As duas equipes voltaram sem alterações dos vestiários, mas os treinadores não demoraram a mudar. Numa opção por uma formação mais ofensiva, Autuori promoveu a estréia do atacante André, ex-Santos, no lugar de Dieyson. Quase ao mesmo tempo, Cristóvão sacou Hélder para colocar Neto em campo.

Aos 12 minutos, porém, o lance que determinou o panorama da partida até o final. Diones, que já tinha um amarelo, leva um lençol de Sandro silva e faz falta. O árbitrou não perdoou e mostrou o segundo amarelo e o vermelho, mandando o volante do Bahia mais cedo para os vestiários.

Arte GE.Net
Se o Bahia já estava recuado, com dez em campo recuou mais ainda, tentando segurar o empate. E o Vasco, como era de se esperar foi pra cima em busca do resultado, adiantou a marcação e passou a pressionar.

Aos 16, quase saiu o gol da virada. Bola cruzada na área e André cabeceou na trave. No rebote, Edmilson livre chutou e Marcelo Lomba salvou o Bahia.

O Vasco chegou com perigo novamente aos 22, quando Alisson arriscou de fora da área. A bola bateu na zaga e voltou para Thiaguinho, que tentou de primeira mas mandou para fora.

O Bahia não conseguia mais encaixar os contra-ataques, e, como o empate se tornou u8m bom resultado, Cristóvão decidiu fechar o time de vez, tirando Potita e Ryder para as entradas de Toró e Raul. Já o Vasco, que não conseguia vencer o bloqueio adversário, teve Carlos Alberto substituído por Dakson, por ainda não estar em condições de suportar os noventa minutos.

O Vasco teve um gol anulado aos 40. André recebeu de Luan na área mas cometeu falta no marcador antes de tocar para as redes.

Na pressão final, mais uma chance num belo chute Elsinho, de fora da área. A bola raspou a trave com Marcelo Lomba batido no lance.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade