Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Amistoso - ( )

Confiança e paciência dominam discurso de jogadores do Brasil

Goiânia (GO)

A Seleção Brasileira está longe de ser unanimidade entre torcedores e imprensa. Nem mesmo a equipe titular está completamente definida. As incertezas, no entanto, não impedem os jogadores de manterem um discurso otimista e confiante para que a trajetória na Copa das Confederações seja vitoriosa.

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, Filipe Luís garantiu que confiança não falta para o grupo montado por Luiz Felipe Scolari. O lateral esquerdo até se empolgou ao falar do companheirismo dentro da equipe e no orgulho em poder trabalhar com nomes consagrados no futebol como Felipão, Carlos Alberto Parreira e Flávio Murtosa.

“A palavra confiança é uma boa colocação para este momento. Quando você está em um time e tem confiança no companheiro que está do lado, no treinador, é muito bom mesmo. Quando a gente escuta uma comissão como essa que ganhou tudo, você escuta com mais carinho, acredita realmente nas palavras. O grupo é bom, tem qualidade, cada um se esforça muito, é bonito de ver e é o principal passo para conseguir um objetivo”, analisou o defensor.

Wander Roberto/Vipcomm
Vontade de assumir titularidade não desespera Filipe Luís e Hernanes no grupo montado por Felipão no Brasil
As vaias do empate com o Chile no Mineirão e a apreensão na igualdade com a Inglaterra no Maracanã, porém, ainda preocupam os jogadores. Para Hernanes, o time verde e amarelo poderá engrenar de vez quando conquistar as arquibancadas definitivamente: “Temos que trazer o torcedor pra perto da gente, entusiasmado, confiante. Isso é uma coisa que faz diferença”.

Se o clima é de otimismo para os resultados da equipe, na briga por posição no time titular o discurso é de paciência. Enquanto Filipe Luís batalha com Marcelo na lateral esquerda, Hernanes tem de superar Paulinho ou então voltar a jogar mais recuado para desbancar Luiz Gustavo. A vontade de jogar, entretanto, não atropela o objetivo maior da Seleção Brasileira.

“Gostaria de começar jogando sempre, mas o que vale é todos ganharem. É o Felipão quem vai colocar aquilo que ele achar melhor”, destacou Hernanes, reforçado por Filipe Luís: “Todo mundo em qualquer clube quer jogar, mas na Seleção você esquece um pouco porque quer ser campeão. Só de estar aqui nessa lista tão difícil, poder ajudar os companheiros e ter a chance de ser campeão é muito bom”.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade