Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Dança taitiana e ‘Neymar espanhol’ se destacam fora do Maracanã

Bruno Ceccon e William Correia, enviados especiais Rio de Janeiro (RJ)

Diante dos rumores de um grande protesto no Rio de Janeiro, as autoridades da cidade decidiram restringir o acesso às proximidades do Maracanã a partir do meio-dia. E o que se viu foi uma festa de torcedores com ingressos, felizes por terem a chance de ver o jogo entre Espanha e Taiti.

O campeão da Oceania tinha mais apoio. Entre pessoas com as camisas de diversos clubes brasileiros, chamou atenção a presença de uma mulher e uma garota com trajes do país, rebolando e mexendo as mãos para fazer a dança típica em frente à bandeira.

Gazeta Press
Mulher taitiana incentiva a filha, trajada com cocos no peito, a dançar na entrada do Maracanã
Ao redor delas, um grupo que trajava roupas e acessórios de um dos patrocinadores da Copa das Confederações exibia o cartaz “O Céu é o limite!” gritando o nome do time que já admitiu perder por até 20 gols, contanto que balance as redes ao menos uma vez.

Diante do apoio, torcedores usando a camisa do atual campeão mundial e bicampeão europeu passaram a gritar “Espanha!”. Entre eles, estava um carioca usando uma peruca com um moicano similar ao já usado por Neymar, mas com as cores do país ibérico. Ele estava infiltrado em um grupo de espanhóis, que achava graça da brincadeira.

Todos caminhavam tranquilamente, já que qualquer pessoa sem ingresso, só com a intenção de se manifestar contrariamente à Fifa, era impedida de aparecer nas imediações do estádio. Tudo em paz, bem diferente de outros jogos desta edição da Copa das Confederações.

Gazeta Press
Torcedor com moicano de Neymar nas cores da bandeira espanhola atraiu fãs de equipes brasileiras

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade