Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Daniel Alves se arrepia com a Fonte Nova e vê Balotelli “brasileiro”

Helder Júnior, enviado especial Salvador (BA)

O lateral direito Daniel Alves foi um dos jogadores mais festejados durante a passagem da Seleção Brasileira por Salvador. Baiano da cidade de Juazeiro e revelado pelo Bahia, o consagrado atleta do Barcelona se disse emocionado por jogar na Fonte Nova remodelada na vitória por 4 a 2 sobre a Itália, no sábado.

“Foi de arrepiar. A verdade é essa. O dia foi muito especial para mim. Na hora do Hino Nacional, novamente filmes maravilhosos passaram na minha cabeça. Lembrei de tudo o que já vivi nesse estádio – ou melhor, nesse espaço, já que a arena é completamente diferente. Mas foram coisas muito bonitas. Vivi mais um dia lindo na Bahia”, discursou Daniel Alves, que comprou ingressos para vários amigos e familiares. “Deu para encher um ônibus inteiro com o pessoal.”

Calorosa com a Seleção Brasileira de Daniel Alves, a torcida de Salvador demonstrou carinho até para um italiano. O atacante Mario Balotelli, que usou o Twitter para externar o seu amor ao Brasil e declarou se sentir como um baiano legítimo, foi o único jogador da Itália a caminhar pelas ruas da capital.

Na Fonte Nova, Balotelli dividiu os sentimentos do público. Foi vaiado quando fazia aquecimento e ovacionado no anúncio da escalação da Itália. Durante a partida, ganhou aplausos e ouviu insultos.

“O Mario é do povo”, definiu Daniel Alves, sorrindo com a situação. “Seguramente, ele tem um pouquinho do Brasil nele. É brasileiro também”, completou o lateral direito do Barcelona, que brincava com o atacante da Itália ao sair da Fonte Nova.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Daniel Alves não se escondeu das brincadeiras com Balotelli depois de rever a Fonte Nova
Daniel Alves não se importou nem sequer com o jeito briguento com que Balotelli enfrentou a Seleção na Bahia. “O Mario é especial. Ele tem a peculiaridade de viver o futebol intensamente, às vezes com um pouco de exagero. Fora de campo, é uma pessoa sensacional, extrovertida, e com a adrenalina difícil de controlar”, gargalhou o brasileiro, feliz por ter vencido em sua casa “um grande adversário com autoridade”.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade