Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Desfalques devem deixar Itália desfigurada para duelo com Uruguai

Salvador (BA)

Os 120 minutos e os sete pênaltis contra a Espanha na última quinta-feira ainda deixam sequelas no elenco da Itália na Copa das Confederações. Com os jogadores muito desgastados, o técnico Cesare Prandelli tem dificuldades para definir a equipe titular que encara o Uruguai na disputa de terceiro lugar neste domingo, às 13 horas (de Brasília), na Arena Fonte Nova.

A Azzurra fez o último treinamento em solo brasileiro na tarde deste sábado no estádio do Barradão, priorizando atividades leves. Em nenhum momento o treinador italiano deu indícios da escalação que mandará a campo contra os uruguaios, mas a ausência de quatro jogadores já está praticamente definida.

O zagueiro Andrea Barzagli teve de ser substituído durante a semifinal contra a Espanha e, com dores no calcanhar direito, dificilmente atuará neste domingo. Os meio campistas Andrea Pirlo e Claudio Marchisio sentem dores musculares e também não devem ter condições de jogo, enquanto Emanuelle Giaccherini tem remotas chances de atuar em Salvador.

AFP
Cesare Prandelli terá trabalho mais uma vez para encontrar os 11 titulares da Itália na Copa das Confederações
“A Copa das Confederações serviu para entendermos que temos que chegar muito bem fisicamente no ano que vem. Tenho três jogadores machucados que não posso arriscar, e outros que ainda não se recuperaram, e este será um jogo que exigirá que cheguemos bem preparados. Estamos com dificuldades porque ainda estamos recuperando alguns jogadores. Falar os nomes vai ser difícil", analisou o treinador.

Outros jogadores também receberam atenção especial do departamento médico nos últimos dias, mas não devem ser problema para Prandelli. Esse é o caso do zagueiro Giorgio Chiellini, do volante Daniele De Rossi e do centroavante Alberto Gilardino. O atacante, inclusive, poderia dar lugar a Stephan El Shaarawy, mas o técnico da seleção se mostrou decepcionado com o garoto do Milan.

“Eu falei com El Shaarawy. Ele não estava mal fisicamente. Estava mentalmente um pouco vazio. Acredito que ele precisa fortalecer a personalidade. Se recuperar em pouco tempo não é fácil, mas essa competição é uma experiência útil para ele”, lamentou.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade