Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Diogo decide para a Portuguesa e Fluminense perde chance de liderar

Eduardo Mendoza, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A partida de Diogo neste domingo ia sendo marcada por mais um cartão amarelo, o sexto em seis jogos. No final, porém, o atacante marcou seu primeiro gol em seu retorno à Portuguesa e garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense no Canindé.

Com apenas 1.182 pagantes, a partida não teve um bom nível técnico e contou com muitos passes errados, mas mesmo assim teve belos gols marcados por Souza e Rafael Sobis.

O meia da Lusa abriu o placar aos 22 minutos do primeiro tempo com uma bomba de fora da área, enquanto o atacante dos visitantes igualou 11 minutos depois. Diogo fez de cabeça o gol da vitória aos 37 minutos da etapa final.

Assim, o Rubro-verde chega à sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro e fica com seis pontos na 12ª posição da tabela. O Tricolor das Laranjeiras, por outro lado, segue com nove pontos na quarta colocação e perde a chance de assumir a liderança.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Diogo desencantou no retorno à Portuguesa e, de quebra, garantiu a primeira vitória da equipe no Brasileiro
O jogo - A partida não teve um bom começo. Os primeiros quinze minutos foram marcados por erros de passes, com falhas em especial nos mais próximos à área. Nenhum dos atacantes em campo podia contar com um bom serviço.

O Fluminense começou superior, mantendo a posse de bola por mais tempo, mas sem gerar lances de perigo. A equipe buscava, sem muita efetividade, tabelas no meio-campo. A Portuguesa, por outro lado, tentava atacar em velocidade, mas exagerava nos chutões.

A primeira finalização veio apenas aos 16 minutos, quando Bruno ajeitou para a perna esquerda na intermediária e tentou um chute manso, facilmente defendido por Gledson. Cinco minutos depois, Samuel chegou à linha de fundo pela esquerda e cruzou rasteiro, mas ninguém apareceu para o desvio.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Rafael Sobis marcou de falta para o Fluminense
Com dificuldades para invadir a área visitante, a Lusa contou com um chute da intermediária para invadir o placar. Aos 22 minutos, Souza dominou com liberdade e soltou uma bomba no canto direito de Ricardo Berna.

A maior presença do Tricolor das Laranjeiras continuou e, aos 27 minutos, os cariocas tiveram a chance do empate. Gum apareceu livre na segunda trave para cabecear um cruzamento de Wagner, mas mandou para fora.

O nível técnico da partida já era superior ao do início e as equipes conseguiam ameaçar mais no campo ofensivo. A igualdade foi reestabelecida aos 37 minutos, Rafael Sobis acertou uma bela cobrança de falta, colocando curva na bola e surpreendendo Gledson em seu próprio canto.

Os cariocas ainda contaram com uma cabeçada perigosa de Samuel após cruzamento de Sobis dois minutos após o gol, mas foi a Portuguesa quem teve a maior chance de terminar a etapa inicial à frente no placar. Luis Ricardo recebeu passe de calcanhar de Cañete em ótima posição na área, mas mandou para fora aos 40.

O segundo tempo não demorou tanto quanto o primeiro para ter um lance de perigo. Aos três minutos, Carlinhos fez boa jogada individual, invadiu a área pela esquerda e bateu com força com a perna canhota, mas para fora.

O lateral esquerdo apareceu novamente aos 17 minutos para finalizar uma bela troca de passes do Fluminense, mas seu chute de perna direita não dificultou o trabalho de Gledson.

Enquanto isso, a Portuguesa não conseguia se organizar no campo ofensivo e o jogo seguia com muitos erros de passes no meio-campo. Os cariocas eram melhores em campo, mas nenhuma das equipes apresentava um bom futebol.

Arte GE.Net
Gledson precisou trabalhar aos 25 minutos para compensar uma falha da zaga. Lima perdeu a bola para Rafael Sobis no campo defensivo e o atacante invadiu a área, mas não pode finalizar por conta da boa saída do gol do arqueiro rubro-verde.

O time mandante, entretanto, continha os avanços da equipe carioca e aproveitou a sua oportunidade, que veio aos 38 minutos, quando Diogo cabeceou um cruzamento de Bruninho ao fundo do gol.

Precisando buscar o empate, o Fluminense não conseguiu mais criar grandes chances e ainda viu o terceiro gol da Lusa parar em Ricardo Berna, que realizou grande defesa em finalização de Diogo aos 46 minutos. O atacante recebeu livre e, com o gol aberto, pegou mal na bola e permitiu a intervenção do arqueiro.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade