Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Em troca de dívida e Souza, Ananias assina até dezembro e já treina

São Paulo (SP)

O mais recente reforço do Palmeiras para a Série B do Campeonato Brasileiro já participou do jogo-treino da tarde desta quarta-feira, na Academia de Futebol, diante do Grêmio-SP. Horas antes de entrar no gramado, Ananias assinou até dezembro e concluiu a negociação que levou Souza ao Cruzeiro.

O meia-atacante foi emprestado pelo clube mineiro até dezembro, mas com os direitos econômicos fixados em valor mantido sob sigilo e com opção unilateral do Verdão para estender o vínculo até 31 de maio ou ficar com ele em definitivo. Sua chegada ainda trouxe outros benefícios ao time paulista.

O clube conseguiu o perdão de parte da dívida em relação ao volante com a DIS, fundo econômico com direitos sobre Souza, e ainda tem o direito unilateral de ampliar os empréstimos de Marcelo Oliveira e Charles até dezembro de 2014, sendo que ambos já têm os direitos econômicos com valores fixados.

Além disso, a equipe do técnico Gilson Kleina abriu mão de Souza, que já não queria mais continuar no clube. O meio-campista assinou com a Raposa até 31 de dezembro, data em que também expira seu contrato com o Verdão.

Divulgação
Jogador pode ficar até maio se Verdão quiser (Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Em campo, Ananias cumpre a lacuna no elenco que deve ser aberta com a saída de Maikon Leite, que já está fora dos planos de Gilson Kleina. O meia-atacante será apresentado oficialmente na tarde desta quinta-feira, na Academia de Futebol, e já chega com discurso de ampla disposição para ajudar e respeito ao clube.

“A torcida pode esperar um jogador com vontade, com raça, disposto a honrar a camisa do Palmeiras, que é um time grande. Eles podem ficar tranquilos em relação a isso. Vou dar o máximo de mim aqui no clube”, prometeu Ananias, campeão da Série B do Brasileiro de 2011 com a Portuguesa.

“É uma competição de muita pegada, diferente da Série A, que é mais cadenciada. Os times usam muito o vigor físico, então precisamos estar preparados para igualar na vontade, na raça e vencer”, disse o meia-atacante, citando também a disputa da Copa do Brasil no segundo semestre. “É um campeonato de grande importância, temos tudo para vencer novamente e disputar no ano que vem a Libertadores.”

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade