Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
TV Gazeta - ( - Atualizado )

"Fala, turma!": Thiago Oliveira comemora três anos de Super Esporte

Tarcísio De Lucca, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

“Fala, turma!” É deste jeito que o apresentador Thiago Oliveira começa o programa Super Esporte, da TV Gazeta, há três anos. No dia em que a atração faz o seu terceiro aniversário, o profissional fala sobre os desafios de se manter na grade de programação de uma das mais tradicionais emissoras.

“O segredo é fazer com gosto. Também tentamos inovar na informação. Todos sabem quem fez o gol e quem venceu, então temos que encontrar uma maneira diferente de informar o pessoal de casa. E é aí que entram a descontração e o inusitado, características do Super Esporte”, explicou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
'Ao lado' de Flávio Prado e Joelmir Beting, Thiago Oliveira trabalha para manter tradição esportiva da Gazeta
Garantindo a naturalidade de suas apresentações no programa, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 12 horas (de Brasília), Thiago Oliveira revelou qual foi um dos seus momentos mais marcantes à frente da atração: quando foi elogiado pelo técnico Tite, no final do ano passado.

“A gente já estava no ar, ele estava assistindo ao Super Esporte, e ele, com aquele jeito meio de pai, me incentivou: ‘Bicho, continue assim. Faça isso’”. No dia 2 de abril de 2012, o treinador do Corinthians ‘inaugurou’ o programa em seu novo horário – a atração havia migrado das 22 horas para o meio-dia.

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press
Elogios de Tite ao Super Esporte foi um dos momentos mais marcantes do apresentador Thiago Oliveira
Prometendo novidades para este segundo semestre, o apresentador, ainda com 28 anos de idade, foi modesto ao responder se o Super Esporte está conseguindo manter a tradição que a Gazeta tem na cobertura esportiva há mais de 40 anos.

“É uma responsabilidade falar sobre isso. Quem sou eu para falar sobre Mesa Redonda, Gazeta Esportiva e Gazeta Esportiva.Net? A gente tenta. É um desafio levar a qualidade e a credibilidade dos outros. Trabalho para isso. Se a gente está conseguindo ou não, é o público quem vai dizer”, comentou.

Já com os olhos lacrimejados, Thiago Oliveira definiu o sonho que tem à frente do Super Esporte. “Quero ajudar algum moleque que quer praticar um esporte, mas que não tem condições. Quero ajudar uma instituição que trabalha com esporte. Sou muito assim. Mexe comigo”, finalizou.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade