Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Fotos: Juscelino Kubitschek foi um presidente "pé-quente" no esporte

Brasília (DF)

A Seleção Brasileira tem motivos para ser supersticiosa nesta Copa das Confederações, já que está hospedada no mesmo hotel onde o presidente Juscelino Kubitschek acompanhou o título mundial de 1958.

Os comandados do técnico Felipão ainda estrearão na competição em Brasília, capital federal construída pelo mineiro para promover o desenvolvimento do interior e a integração do País.

Fora isso, é bem provável que o time nacional tenha que adotar um de seus slogans políticos, "50 anos de desenvolvimento em cinco", mas com uma pequena adaptação: "quatro anos em um".

Juscelino ainda festejou outras conquistas do Brasil no seu mandato. Naquele período, o saltador Adhemar Ferreira da Silva foi bicampeão olímpico em 1956, nos Jogos de Melbourne; a tenista Maria Esther Bueno ganhou o seu primeiro título do torneio de Wimbledon em 1958, formando dupla com a norte-americana Althea Gibson; a Seleção de basquete levou o Mundial de Santiago; e o peso-galo Éder Jofre derrotou o mexicano Eloy Sánchez para ostentar o seu cinturão no boxe.

 

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade