Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/ Grêmio - ( - Atualizado )

Luxa admite que formação com três atacantes no Grêmio não funcionou

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Apesar de não ter dado certo no Gauchão, o esquema 4-3-3 foi repetido por Vanderlei Luxemburgo no Grêmio nesta quarta, diante do São Paulo. Como mais uma vez não obteve o resultado desejado, o técnico teve de explicar após a partida porque optou por tentar novamente uma formação que não funcionara, nem sequer foi treinada durante a semana.

“Foi pela característica do adversário. Queríamos colocar o São Paulo para trás, mas não estávamos acostumados com essa formação. O time não encaixou, falta o cacoete no time para jogar com três atacantes”, explicou Luxa, reconhecendo que o Grêmio não fez um bom primeiro tempo diante do Tricolor Paulista. Além do empate em 1 a 1 com o São Paulo, o 4-3-3, com Welliton, Barcos e Kleber na frente, já havia sido usado na derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro-RS, no estadual.

Sem se incomodar com as vaias da torcida gremista, Luxa preferiu exaltar a reação da equipe no segundo tempo. “O resultado não foi bom, mas a atuação do time no segundo tempo é de quem quer ganhar coisas grandes. Estamos dentro do contexto do Brasileiro. O torcedor está doído, mas garanto que estamos montando um time competitivo”, completou.

O treinador foi muito vaiado pelos torcedores do Grêmio antes do jogo, no intervalo e após a partida. Apesar da rejeição, o presidente Fábio Koff garantiu a permanência do técnico no Tricolor, ressaltando confiança no trabalho de Luxa.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade