Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( )

Parreira completa tripé e ajuda Scolari a lidar com a imprensa

Fortaleza (CE)

A imagem de Luiz Felipe Scolari comemorando as vitórias e lamentando os tropeços ao lado de Flavio Murtosa estão na história do futebol. Desde o final do ano passado, entretanto, a dupla recebeu Carlos Alberto Parreira, mais um campeão mundial, para ser coordenador técnico na Seleção Brasileira e ajudar Felipão a manter a relação com a imprensa mais saudável.

“Ele se põe no cargo de coordenador e isso faz com que seja maravilhoso trabalhar assim. Quando aparecem situações de dificuldades minhas com a imprensa, que é público e notório, ele sempre está falando o que pensa e só depois passa a decisão para mim.”, exaltou o comandante ao canal SporTV.

Além do tratamento com os jornalistas, Parreira tem ajudado Felipão a lidar com os jogadores nos treinamentos. O técnico não esconde a alegria ao falar sobre o coordenador, principalmente por fortalecer o banco de reservas junto com o auxiliar Flavio Murtosa.

“Vejo no Parreira uma parte minha que eu não tenho. Ele é mais gentil, diplomático, sabe trabalhar com a imprensa e com os atletas de um jeito diferente que eu faço. Tem também o Murtosa, que não é mais uma dupla. Agora é um trio. O Murtosa está sempre colocando coisas entre nós dois. São dois técnicos e conversamos muito”, destacou.

Parreira reconhece que tem feito bem a Scolari, mas admite que apenas copia a receita ensinada por Mario Jorge Lobo Zagallo nas Copas do Mundo de 1994 e 2006. “Eu aprendi com o Zagallo que foi meu coordenador duas vezes. Quando começamos o trabalho, falei para o Felipão que faria como o Zagallo fez comigo, dando assistência e apoiando. Há respeito, harmonia e simpatia entre eu, Felipão e Murtosa”, elogiou.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade