Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/ Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Presidente culpa “tabela da morte” e se diz despreocupado com lanterna

Arapiraca (AL)

O péssimo início do ASA na Série B do Campeonato Brasileiro não preocupa o presidente do clube, Jotinha Alexandre. Após a derrota da última sexta-feira, contra o Joinville, o mandatário afirmou que o time tem muito futuro e culpou a tabela adversa pela última posição ocupada pela equipe na competição.

“A gente tem que observar que o ASA pegou uma tabela da morte. São quatro jogos fora e dois dentro de casa. Na primeira rodada tivemos uma batalha. O elenco vai para Belém, dia e noite viajando e conquista um ponto. Depois temos que voltar 300 quilômetros e enfrentar o Palmeiras. É desgastante”, criticou Jotinha.

Em três rodadas, o ASA tem duas derrotas e um empate, conquistado na primeira rodada, fora de casa, contra o Paysandu. Apesar do mau início na Série B, o presidente se mostrou confiante, elogiou o elenco do Fantasmão e declarou não se preocupar com o fato de o time ter conquistado apenas um ponto até aqui na competição.

“A gente fica naquela ansiedade pela primeira vitória, mas essa atual fase não nos preocupa. Não preocupa porque a gente tem um elenco muito bom, o melhor dos últimos anos que disputamos a Série B. Se o Ricardo Silva precisar de cinco, seis ou sete jogadores, a gente tem”, afirmou.

Mesmo elogiando o elenco, Jotinha Alexandre disse que uma ou duas peças ainda podem reforçar o Alvinegro. “Não descarto a contratação de um atacante de beirada e um lateral-direito. O elenco é bom, mas é sempre bom reforçar os setores mais carentes. Os possíveis reforços podem ser negociados antes ou depois da Copa das Confederações”, disse.

Último colocado da Série B do Campeonato Brasileiro, o ASA enfrenta o Boa Esporte, nesta terça-feira, às 19h30 (de Brasília), no Estádio Melão, em Minas Gerais. Esse será o terceiro jogo do Fantasmão fora de casa em quatro rodadas na segundona.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade