Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

PSG planeja quebrar recorde de Cristiano Ronaldo por Gareth Bale

Paris (França)

Em busca de se consolidar como uma das principais potências do futebol europeu, o Paris Saint-Germain não deve economizar no valor desembolsado em contratações nesta janela de transferências. Conforme publicou o jornal britânico Daily Mail, nesta quinta-feira, o clube francês está pronto para fazer oferta recorde ao Tottenham Hotspur pelo meio-campista Gareth Bale: 100 milhões de euros (aproximadamente R$ 286,5 milhões).

Em uma equipe que já contra com atletas como Ibrahimovic, Thiago Silva, Lucas e Pastore, os dirigentes da agremiação parisiense enxergam Bale como principal nome para o futuro da equipe. Outro objetivo dos mandatários seria conter os ânimos do Monaco, que retornou a elite do Campeonato Francês e contratou o centroavante Falcao García, gastando total de 130 milhões de euros (cerca de R$ 372,4 milhões) em novas aquisições.

Contudo, a negociação não seria fácil e barata ao PSG. Os dirigentes do clube reconhecem o prestígio que Bale conquistou no cenário esportivo e, por isso, estariam dispostos a quebrar o valor da maior transferência da história do futebol. Cristiano Ronaldo, em 2009, foi contratato pelo Real Madrid junto ao Manchester United por 94 milhões de euros (R$ 269 milhões) e é dono do recorde.

O dinheiro não seria o maior empecilho para o êxito na negociação, já que o grupo Qatar Sports Investiments (QSI) tem realizado grandes investimentos nas últimas temporadas. A grande dificuldade estaria na concorrência com clubes como Real Madrid e Manchester United, que também desejam ter o atleta galês.

Ainda atuando como lateral esquerdo, Bale chegou ao Tottenham em julho de 2007, contratado por 14,7 milhões de euros (aproximadamente R$ 42,1 milhões) junto ao Southampton. O atleta alcançou seu auge nesta temporada, atuando mais avançado, tendo marcado 26 gols em 44 partidas.

AFP
Cobiçado por grandes clubes europeus, Gareth Bale não deve permanecer no Tottenham Hotspur

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade