Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Amistoso - ( - Atualizado )

Quase 30 anos após vitória marcante, Chamberlain deixa pai orgulhoso

Rio de Janeiro (SP)

Mark Chamberlain defendeu a Inglaterra em uma vitória marcante sobre o Brasil. Em 10 de junho de 1984, a equipe então dirigida por Bobby Robson conseguiu se impor sobre a Seleção no Maracanã, triunfando por 2 a 0, gols marcados por John Barnes e Hateley.

Vinte e nove anos depois, foi a vez de o filho de Mark, Alex Oxlade-Chamberlain, atuar no Mário Filho. O garoto do Arsenal foi acionado pelo técnico Roy Hodgson no intervalo do amistoso, mudou a cara de seu time e marcou um bonito gol em chute de fora da área.

“Tenho certeza de que meu pai está muito orgulhoso. É um sentimento ótimo”, afirmou o atleta de 19 anos, que poderá se gabar com o velho por ter balançado a rede. Já Mark não venceu o goleiro Leão no jogo de 1984, mas terá na discussão o trunfo de ter vencido.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Alex duelou com Neymar no mesmo lugar em que seu pai enfrentou Zenon e Roberto Dinamite
Alex precisou se contentar com um empate por 2 a 2. “Chegamos a fazer 2 a 1, o que deixa a gente um pouquinho desapontado. Mas os jogadores mostraram uma vontade muito grande e foram bem contra um time muito qualificado. Mantivemos a compostura e conseguimos um resultado que não é ruim.”

De acordo com o chefe, esse resultado satisfatório na reabertura do Maracanã só foi possível por causa de sua entrada. “O Alex é muito vivo, gosta de partir em direção ao gol. Ele deu uma nova dimensão ao time e marcou um ótimo gol”, elogiou Roy Hodgson.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade