Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Ainda atrás de novo Lucas, São Paulo visita 'ladrão' de Vargas

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Já se passaram mais de seis meses desde a última partida de Lucas pelo São Paulo, e o clube ainda busca um reforço que possa atuar como ele, na ponta direita, e satisfazer o técnico Ney Franco no esquema campeão da Sul-americana de 2012. O duelo desta quarta-feira com o Grêmio traz à tona a lembrança da tentativa mais próxima até aqui: Eduardo Vargas.

O chileno esteve bem perto de assinar com o time paulista no início do ano, mas acertou com o clube gaúcho. O caso virou exemplo e, desde então, ninguém da diretoria ou da comissão técnica são-paulina fala publicamente sofre reforços a fim de não atrapalhar negociações.

Divulgação
Grêmio venceu duelo com São Paulo pelo jogador do Napoli e o apresentou no início da temporada
"Todas essas questões, deixo com a diretoria. Até pela experiência negativa do Vargas", disse Ney Franco, no mês passado.

Diretor de futebol, Adalberto Baptista alega que, a partir do vazamento do nome do chileno, diversas outras equipes também procuraram o Napoli, o qual detém seus direitos econômicos. Confiante pelo múltiplo assédio, o jogador passou a fazer uma reivindicação atrás da outra.

Segundo o presidente Juvenal Juvêncio, bastavam as assinaturas das partes envolvidas quando o Napoli incluiu nova exigência: que Vargas fosse liberado sem custo algum na janela de transferências internacional do meio do ano caso recebesse proposta de compra.

Irritado, o mandatário são-paulino encerrou o negócio ali, enquanto o Grêmio manteve a carga. Diante da insistência do técnico Vanderlei Luxemburgo, a diretoria gaúcha aceitou o acordo de devolver o atleta em julho se fosse da vontade dos italianos e o contratou.

Fora do duelo desta quarta-feira contra o São Paulo, em Porto Alegre, por estar a serviço da seleção chilena, Vargas vinha sendo titular antes de ser convocado. Mas também sem enorme destaque. Em período de adaptação ao futebol brasileiro, segundo avaliação de Luxemburgo, o disputado atacante anotou quatro gols em 18 partidas com a camisa tricolor.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade