Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( )

Secretário admite falhas em mobilidade da Arena Pernambuco

Recife (PE)

Em seu primeiro jogo como palco da Copa das Confederações, a Arena Pernambuco mostrou problemas estruturais e não teve fácil acesso por parte dos torcedores. Apesar de um novo sistema operacional ter sido implantado no transporte da capital pernambucana, o secretário extraordinário da Copa do Mundo do Estado, Ricardo Leitão, admitiu falhas graves antes do jogo entre Espanha e Uruguai.

“O que precisa ser melhorado não decorre de um erro de concepção do plano, e sim de uma falta de sincronia entre a operação dos ônibus e do metrô na Estação Cosme Damião. Essa sincronia vai ser buscada agora, discutida ao longo do dia. Nós queremos alcançar o que plano projeta”, comentou.

Na vitória da Espanha por 2 a 1 sobre o Uruguai, 41.705 compareceram ao estádio pernambucano. Para a partida desta quarta-feira, às 19 horas (de Brasília), entre Itália e Japão, a expectativa é de que 32 mil pessoas acompanhem o embate nas arquibancadas.

“O teste mais difícil para arena foi domingo, quando tivemos o público quase total da arena, com 42 mil pessoas. Para quarta-feira, a estimativa é de público de 32 mil pessoas, 10 mil a menos do que o jogo do final de semana. Em contrabalanço, não é feriado e nem domingo. É um dia útil, onde a operação tem que ser compartilhada para atender a Região Metropolitana”, completou Leitão.

Nesta quarta-feira, os torcedores poderão chegar a Arena Pernambuco a partir das 15 horas (de Brasília). A Fifa (Federação Internacional de Futebol Associado) liberou que os telões do estádio transmitam o duelo entre Brasil e México, que ocorre às 16 horas, no Castelão.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade