Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Técnico do Taiti se vê no coração do Brasil e agradece em português

William Correia e Bruno Ceccon, enviados especiais Rio de Janeiro (RJ)

Minutos após levar 10 a 0 da Espanha, Eddy Etaeta apareceu para dar sua entrevista coletiva mostrando-se extremamente emocionado. A derrota não mexeu com o técnico do Taiti. O responsável por um discurso sincero do campeão da Oceania depois do jogo que o eliminou da Copa das Confederações foi de agradecimento ao apoio que teve da maioria dos mais de 71 mil pagantes no Maracanã.

O treinador fez questão de dizer “obrigado” em português - foi a única palavra que ele não falou em francês na entrevista. “Perdemos por 10 a 0, mas nossa grande vitória foi ter alcançado o coração do povo brasileiro”, emocionou-se Etaeta, que já teve intenso apoio na derrota por 6 a 1 para a Nigéria, na estreia do time, no Mineirão.

“Foi uma enorme surpresa o que aconteceu conosco no Brasil. Apesar dos gols que sofremos a cada minuto, tivemos um enorme apoio de todo o público que esteve no Maracanã. No final, recebemos uma ovação com todos de pés, com muitos aplausos. Foi muito importante para nós”, comentou o técnico.

AFP
Jogadores do Taiti já haviam sido festejados em Belo Horizonte e fizeram a alegria da torcida no Maracanã
Eddy Etaeta só foi saber o que significavam gritos como “Ô, o Taiti chegou” e “Ih, vamos Taiti” durante sua entrevista. E sorriu. “Então era isso que gritavam? Perfeito. Do fundo do meu coração, faço um profundo agradecimento à população do Brasil. Foi algo muito caloroso e muito recompensador. Vamos perder de novo do Uruguai, mas tocamos o coração do povo brasileiro.”

O treinador só espera manter até domingo, quando se despede do Brasil enfrentando o Uruguai no Recife, a boa impressão que seu país deixou na primeira participação em um torneio da Fifa. Em relação às pessoas, fez a alegria de crianças carentes da Favela da Maré, do Rio de Janeiro, ao distribuir bolas oficiais e ingressos para o jogo desta quinta-feira, contra a Espanha.

“Os valores humanos são a questão mais importante, são o que é mais importante na vida. E conheci muitos no estádio que me falaram que, de todas as seleções que estão agora no Brasil, o Taiti é a mais organizada porque deixamos os vestiários limpos. Isso para nós é muito importante”, disse o treinador, sendo aplaudido ao encerrar a entrevista dizendo Merci Bocu – obrigado, em francês, a língua nativa no Taiti.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade