Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Vadão diz que expulsão de Fabinho foi justa, mas critica arbitragem

Criciúma (SC)

A expulsão do atacante Fabinho foi justa, mas o meio-campista Elias, do Flamengo, também devia ter deixado o campo. Foi essa avaliação do técnico do Criciúma, Vadão, sobre o cartão vermelho recebido pelo seu jogador na derrota por 3 a 0 para o time carioca nesse sábado.

“O Fabinho errou? Errou. Mas o jogador do Flamengo também errou. Fez o mesmo gesto e merecia a mesma punição. Tinha que ser igual para os dois lados, ou amarelo ou vermelho para os dois. O juiz pesou para um lado só”, disse Vadão após a partida.

Fabinho e Elias se envolveram em uma confusão aos 16 minutos da primeira etapa, e o árbitro Jaílson Macedo Freitas optou por expulsar apenas o jogador do Tigre. Na visão de Vadão, a decisão do juiz desestruturou taticamente toda a equipe catarinense.

“Nos primeiros 15 minutos, a gente estava pressionando e o Flamengo defendendo. O jogo estava numa fase de estudo. A partir da expulsão, perdemos. Não temos uma equipe de toque de bola. Somos um time de saída em velocidade. Perdemos um velocista e ficamos prejudicados. O Flamengo tem jogadores habilidosos, que tocam bem a bola. Além de perder um velocista, ficamos com um jogador a menos”, disse.

O Criciúma ocupa a décima posição do Campeonato Brasileiro, com seis pontos. A equipe só volta a campo pela competição no dia 6 de julho, contra o Atlético-MG, por causa da paralização para a Copa das Confederações.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade