Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

América-MG e Paraná Clube ficam no 2 a 2 na volta da Série B

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O América-MG estava embalado na Série B do Brasileiro antes da parada para a disputa da Copa das Confederações, mas parece que a pausa foi prejudicial para o Coelho. Os americanos enfrentaram o Paraná Clube nesta sexta-feira, no Independência, e mesmo tendo saído na frente no placar, os mineiros não conseguiram segurar os paranaenses, ficando no empate em 2 a 2, dentro de casa.

No primeiro gol do jogo, a zaga paranista deu espaço para Willians rolar para o volante Andrei acertar um chute no ângulo de Luís Carlos. O empate do Paraná nasceu de cobrança de falta perfeita de Lúcio Flávio, que mandou por baixo da barreira americana. Na volta para o segundo tempo, o Paraná virou o jogo em chute de Ricardo Conceição e Andrei voltou a deixar tudo igual no Horto. Com o empate, os mineiros sobem para 13 pontos, contra 11 dos paranaenses.

Na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B o América-MG vai voltar a atuar em casa, recebendo o Bragantino, no Independência, jogo marcado para o próximo dia 13, mas antes, o Coelho tem compromisso pela Copa do Brasil, enfrentando o Inter, no Rio Grande do Sul. Já o Paraná vai jogar novamente longe da torcida, medindo forças contra o Avaí, em Florianópolis.

O jogo - Atuando em casa, o América-MG tomou a iniciativa do jogo, e quase marcou com Rodriguinho em arremate de fora da área, que obrigou o goleiro Luís Carlos a fazer ótima defesa. Pressionado, o Paraná passou a marcar atrás da linha da bola, atuando nos contra-ataques. Com isso, os americanos tiveram dificuldades para criar as jogadas, apostado nos chutes de longa distância.

Como a bola não chegava até os pés do atacante Willians, o jogador foi obrigado a voltar até o meio-campo para participar do jogo, congestionando o setor e deixando o confronto muito disputado. Se Rodriguinho quase marcou para o Coelho em conclusão de fora da área, o Paraná também teve uma oportunidade parecida com Rubinho, mas Matheus trabalhou bem evitando o gol.

Arte GE.Net

A pontaria dos americanos estava mais calibrada que a dos paranistas, prova disso, aconteceu aos 19 minutos, quando Willians deu assistência para o volante Andrei, que mandou uma verdadeira bomba, acertando o ângulo de Luís Carlos, que não teve chances de defesa, abrindo o placar no Horto. O gol dos donos da casa foi benéfico para a partida, que ficou mais movimentada, com alternância de oportunidades.

No momento em que a partida estava equilibrada, brilhou a estrela do veterano Lúcio Flávio, que aos 29, cobrou falta com maestria, mandando a bola por baixo da barreira americana, estilo Ronaldinho Gaúcho, deixando o placar em igualdade em 1 a 1 e silenciando o Independência. O empate deu moral para os paranaenses, que terminaram o primeiro tempo com o controle do jogo.

No começo do segundo tempo, os visitantes se mostraram mais agressivos, e como prêmio chegaram a virada no placar logo aos quatro minutos, com um chute de fora da área de Ricardo Conceição que o goleiro Matheus não conseguiu segurar. Com a vantagem no marcador o Paraná voltou a atuar nos contra-ataques.

Com pouca movimentação no ataque, os jogadores do América-MG encontraram problemas para escapar da marcação paranista. Percebendo a dificuldade da equipe, o técnico Paulo Comelli pediu aos seus comandados que explorassem as laterais do campo. Os atacantes Tiago Alves, Kleber e Nikão entraram no jogo com essa missão.

A estratégia surtiu efeito aos 29, quando Rodriguinho cobrou falta na faixa esquerda do campo e encontrou o volante Andrei, que desviou de cabeça, empatando o jogo novamente no Horto. Logo na sequência, o arbitro gaúcho Jean Pierre Gonçalves Lima enxergou toque de mão na bola do lateral Leandro Silva e marcou pênalti para o Paraná. Na cobrança, Lúcio Flávio mandou sobre o travessão, desperdiçando a penalidade.

Os minutos finais da partida foram jogados em grande intensidade, com os dois clubes buscando a vitória até o final. O equilíbrio prevaleceu, já que América-MG e Paraná alternaram boas chances de marcar até o último apito do árbitro. O resultado manteve o Coelho no G4 e os paranistas muito perto do grupo dos quatro primeiros da Série B.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade