Futebol/Brasileiro Série B - ( )

André Luiz lembra 22 gols na França após desencantar no Palmeiras

São Paulo (SP)

Ao marcar o segundo gol do Palmeiras na vitória por 3 a 2 sobre o Figueirense, André Luiz fez algo que já foi uma rotina sua. Foi o primeiro do zagueiro no clube, mas ele conta que é recordista entre jogadores de sua posição no Campeonato Francês enquanto defendeu o Nancy até o começo deste ano.

“Na França, junto com o Cris, fomos os zagueiros com mais gols no Campeonato Francês. Fiz 22 em sete anos”, disse o defensor durante a sua participação no programa Mesa Redonda desse domingo, na TV Gazeta. “E no Atlético-MG teve uma época em que fui o zagueiro com maior média de gols”, lembrou.

Apesar de ter balançado as redes pela primeira vez em quase cinco meses no clube, o camisa 33 até ensina como fazer gols. “Tem a questão do batedor, que você sabe onde coloca a bola, do posicionamento e de atacar a bola, não pode esperar chegar”, indicou, admitindo até usar o adversário como “apoio”. “Quando defendemos, o atacante sobe antes e nos atrapalha.”

Outro fator que o ajudou a desencantar também foi Gilson Kleina. “Treinamos bola parada toda quinta e sexta-feira”, falou André Luiz, sem esquecer, porém, de sua principal função. “Agora tive a felicidade de fazer o meu primeiro gol pelo Palmeiras, mas o meu primeiro objetivo é sempre evitar que o Palmeiras leve gols”, indicou.

Fernando Dantas/Gazeta Press
O jogador diz ser o zagueiro com mais gols no Campeonato Francês ao lado de Cris, hoje no Grêmio
E o jogador ressalta sua missão defensora também em apoio a Kleina. Ao comentar a liderança do Palmeiras na Série B do Brasileiro, o zagueiro, que passou todo o primeiro semestre na reserva de Mauricio Ramos e só ganhou a vaga após a negociação do antigo titular, agradeceu ao presidente do clube por ter mantido o técnico depois da goleada por 6 a 2 sofrida em Mirassol (SP), em março, pelo Paulista.

“O Paulo Nobre mudou muita coisa, por isso estamos fazendo uma boa campanha. Naquela derrota para o Mirassol, muitos pensavam que o nosso treinador seria demitido, mas ele foi mantido e temos confiança no Gilson assim como passamos confiança para ele. Por isso estamos em primeiro lugar no campeonato, e queremos continuar nessa posição”, afirmou.

E é abrindo um fixo largo sorriso que André Luiz comemora a opção que fez ao voltar para o futebol brasileiro e aceitar o desafio de ajudar um clube grande na segunda divisão nacional. “Eu estava quase certo no Vasco, mas, quando apareceu o Palmeiras, vim para cá e estou muito satisfeito”, celebrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade