Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Antes de renovar, Leandro visita e promete jogar no novo Palestra

São Paulo (SP)

A negociação para o Palmeiras exercer seu direito unilateral de renovar com Leandro ainda não concluiu, mas o jogador, emprestado pelo Grêmio até 31 de dezembro, já fala como se estivesse garantido no Verdão em 2014, ano do centenário do clube. Tanto que visitou o reformado Palestra Itália já com planos de estar em campo na inauguração.

“Quem não quer fazer parte de um clube como o Palmeiras, ainda mais no ano da inauguração do estádio? É o sonho de qualquer um”, disse o jogador, que tem representantes conversando sobre um aumento para definir de vez seu reempréstimo até o final da próxima temporada.

O artilheiro da equipe na temporada, com nove gols em 19 jogos (três deles na Série B do Brasileiro, na qual também é o maior goleador do time), vestiu botas e capacete para ver o Allianz Parque, nome do Palestra Itália nos próximos 20 anos. E já pensa em satisfazer o desejo de sua família, toda palmeirense, no estádio que tem 65% de sua reforma concluída atualmente.

Divulgação
Atacante ainda negocia um aumento para ficar até o fim de 2014, mas já se imagina jogando no novo estádio
“Não adianta só falar que conheci o estádio. Preciso trazer o meu pai aqui. Se tudo der certo, vou trazê-lo para ver um jogo meu aqui. Ele não teria nem palavras para descrever como seria se eu marcasse o primeiro gol do Allianz Parque. Seria uma emoção enorme tanto para ele quanto para mim. Ficaria marcado na história do clube”, imaginou o jogador.

Ainda usando o Pacaembu como casa, e acompanhado de longe pela família que mora em Brasília (DF), o jogador de 20 anos não poupa elogios ao que viu pessoalmente no estádio palmeirense. “Está ficando show. Quando concluir vai ficar coisa de primeiro mundo. A construtora e o Palmeiras estão fazendo um trabalho excelente”, enalteceu.

A estimativa é de que o antigo Palestra Itália complete sua reforma para se tornar Allianz Parque – nome dado pela seguradora Allianz, que pagou por esse direito – e receber sua primeira partida no ano que vem. A estimativa da WTORRE, construtora responsável pela reforma, é de que o clube receberá cerca de R$ 2 bilhões na parceria de 30 anos que mantém com a empresa, além do valor das rendas dos jogos de futebol, que passará integralmente ao Verdão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade