Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Após férias, Kaká volta a Madri e desmente conversa com Ancelotti

Madri (Espanha)

Depois de aproveitar período de férias em alguns países nas últimas semanas, como Estados Unidos, China e Brasil, e acompanhar algumas mudanças no Real Madrid, o meio-campista Kaká está de volta a capital espanhola. O atleta desembarcou neste domingo, no aeroporto de Madrid Barajas, mostrou bom humor e, em rápida conversa com repórter do jornal AS, negou ter conversado com o treinador Carlo Ancelotti.

Na manhã deste domingo, o próprio AS divulgou que o técnico italiano ligou para o jogador brasileiro para mostrar confiança em seu trabalho para próxima temporada. O treinador teria afirmado ao meio-campista que conta com sua participação no elenco e que sua presença no time dependerá exclusivamente de seu rendimento.

Preterido por José Mourinho na última temporada, Kaká entrou em campo em 27 oportunidades, sendo 15 como titular, e marcou cinco gols. O brasileiro acabou sucumbindo na disputa por uma vaga entre os titulares com o alemão Mesut Ozil e com o croata Luka Modric, jogadores mais utilizados pelo técnico português no setor de armação.

AFP
Pouco utilizado entre titulares no Real Madrid, Kaká perdeu espaço com Felipão na Seleção Brasileira

A concorrência por um lugar no meio-campo aumentará ainda mais nos próximos meses, já que o Real Madrid acertou as contratações de Isco (Málaga) e Illarramendi (Real Sociedad). Entretanto, o bom relacionamento e a confiança de Ancelotti são alguns dos principais trunfos de Kaká na briga por um posto na escalação principal.

Comandado por Ancelotti no Milan entre 2003 e 2009, o meio-campista viveu os melhores momentos de sua carreira e se consolidou como atleta de alto nível no cenário esportivo internacional. Juntos, o brasileiro e o treinador conquistaram sete títulos, com destaque para Liga dos Campeões da Europa (2006/2007) e Mundial de Clubes (2007).

Principal jogador rubro-negro nas duas conquistas, Kaká recebeu a Bola de Ouro da Fifa (Federação Internacional de Futebol Associado) naquele ano. Em junho de 2009, acabou vendido ao Real Madrid por 68,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 202,9 milhões), mas jamais repetiu o desempenho que teve na equipe italiana.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade