Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Apresentado no Napoli, Rafael fala em ser titular e disputar Copa do Mundo

Nápoles (Itália)

“O Napoli é um clube de nível mundial e eu estou aqui para ser titular”. Foi desta forma que o jovem goleiro Rafael, ex-Santos, se apresentou ao Napoli, nesta quinta-feira. Mostrando muita personalidade, o arqueiro brasileiro vestiu pela primeira vez a camisa napolitana, elogiou o treinador Rafael Benítez e falou do sonho de disputar a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

“Defender o Napoli será uma grande oportunidade para eu jogar a Copa do Mundo. É um grande time que pode me dar visibilidade”, afirmou Rafael, que ainda explicou os motivos que o levaram a acertar com a equipe italiana.

“Escolhi o Napoli porque é um grande clube. No Brasil, é conhecido como um dos maiores do mundo. Além disso, a presença de Benítez como técnico também foi muito importante para esta decisão. Chego a um time que briga pela Liga dos Campeões e pelo título italiano. Será uma oportunidade boa para me medir em um campeonato de prestígio. Sou jovem e quero crescer bastante com essa camisa azul”, contou.

Campeão da Copa do Brasil, Libertadores, Recopa Sul-americana e tri do Paulista com a camisa do Santos, o jovem Rafael, de apenas 23 anos, foi negociado por cerca de R$ 16 milhões, a maior transação de um arqueiro brasileiro para a Europa na história. No Napoli, entretanto, lutará pela vaga de titular com o italiano Morgan De Sanctis. Além disso, a equipe tenta a contratação de outro brasileiro para a posição: Julio César, do Queens Park Rangers.

Divulgação
Um dos goleiro mais caros da história do futebol brasileiro, Rafael foi apresentado ao Napoli nesta quinta-feira

Para vencer a concorrência, Rafael conta com o trunfo de chegar à Itália com o status de “pegador de pênaltis”. Perguntado se era, de fato, um especialista em defender penalidades, o goleiro foi enfático.

“Sim. Tenho uma técnica. Busco me mexer bastante na linha do gol para diminuir o campo de visão de quem for cobrá-lo. Normalmente me dou bem. Também jogo bem com os pés, e o Benítez gosta de goleiros que participem das jogadas dessa forma. No futebol moderno, é preciso de goleiros que saibam jogar com a bola quando o jogo está fechado, porque isso pode ser uma boa opção”, disse.

Por fim, Rafael usou sua juventude para tentar convencer o treinador napolitano que tem condiçõs de ser o titular da equipe italiana. "Estou na idade certa para mostrar meu talento, e Benítez me disse que quer um goleiro determinado. Quero ser o titular, mas é o técnico quem decide”, encerrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade