Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Com diretoria sob críticas, Autuori se diz responsável por vestiário

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O técnico Paulo Autuori isentou os dirigentes do departamento de futebol do São Paulo de responsabilidade pelo que acontece no comando do elenco. Depois de apenas três partidas à frente da equipe, o treinador avisou que tem sozinho a incumbência de dirigir o vestiário são-paulino.

“O vestiário é de comando do treinador e não abro mão disso, porque não fujo das minhas responsabilidades”, explicou o técnico, que sofreu derrotas nas partidas contra Vitória, Corinthians e Cruzeiro.

A atitude de Autuori de assumir sozinho a liderança do elenco acontece justamente no momento em que a diretoria é alvo de críticas. Uma parte dos torcedores comuns vem protestando principalmente contra o presidente Juvenal Juvêncio, enquanto o diretor de futebol, Adalberto Baptista, é contestado dentro e fora do clube.

Djalma Vassão/Gazeta Press
A diretoria do São Paulo foi criticada pela torcida antes da partida contra o Cruzeiro, no Morumbi
Porém, o técnico prefere não avaliar os protestos contra seus superiores, negando interferência nos resultados. “Sou sempre muito direto nas coisas e seria hipocrisia se começasse a criar justificativas. Não tem como eu colocar uma situação dessas (mudança de diretoria), porque o comando do vestiário é do treinador”, afirmou, reiterando que pensa exclusivamente no elenco.

Além disso, Autuori também evitou críticas à excursão que o Tricolor fará pelo exterior, pois alega que já sabia dos compromissos quando aceitou o convite para voltar ao clube, na vaga do demitido Ney Franco.

As viagens para a Copa Audi (na Alemanha) e para a Copa Suruga (no Japão) interromperão a luta do São Paulo contra a parte de baixo da classificação do Campeonato Brasileiro. “Os jogos já estavam marcados e a saída para o exterior também”, encerrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade