Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Com dois gols de Vargas, Grêmio vence o Botafogo na Arena

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O reencontro de Renato Gaúcho com a torcida do Grêmio teve final feliz. Em seu primeiro jogo na Arena, o maior ídolo gremista viu sua equipe vencer e tirar o Botafogo da liderança do Brasileirão. Os 2 a 1 foram obtidos através de dois gols do chileno Vargas. Seedorf descontou para o time carioca.

O primeiro tempo foi eletrizante e equilibrado. Os dois times criaram muitas chances de gol, e dois estrangeiros marcaram: Vargas fez duas vezes para o Grêmio, e Seedorf marcou um golaço para o Botafogo. Na etapa final, o Fogão tentou pressionar em busca do empate, e o Tricolor se fechou para sair nos contragolpes. A proposta gremista foi mais bem sucedida e a vitória foi confirmada, para alegria dos torcedores na Arena.

Com a vitória, o Grêmio sobe a 12 pontos, ficando um ponto atrás do Botafogo na tabela e se igualando ao rival Internacional. O Tricolor volta a campo no sábado para enfrentar o Criciúma, no Heriberto Hülse. Já o Fogão jogará em casa contra o Náutico, no mesmo dia.

O jogo – O argentino Barcos foi o desfalque de última hora no Grêmio. Com lesão na coxa esquerda, o Pirata deu lugar a Kleber, que formou dupla com Vargas no ataque.

O jogo começou eletrizante na Arena, em uma tarde muito chuvosa em Porto Alegre. Logo aos três minutos, Elano cobrou falta que passou por todo mundo na área e quase entrou. No minuto seguinte, Renato finalizou de primeira um cruzamento de Lodeiro e quase marcou. A seguir, o próprio uruguaio furou na pequena área, quando estava de frente para Dida.

Aos 12, o Grêmio abriu o placar: Alex Telles limpou dois marcadores pela esquerda e cruzou na medida para Vargas emendar de primeira e fazer 1 a 0. Cinco minutos depois, Zé Roberto deixou Elano na cara do gol, mas Jefferson defendeu o arremate. Quando o Grêmio era melhor, veio o empate carioca em chute colocado de Seedorf no ângulo de Dida. Aos 23, quase a virada: Lodeiro recebeu cruzamento e subiu sozinho, mas Dida segurou a bola.

A partida transcorreu em equilíbrio e uma queda no ritmo frenético dos minutos iniciais, quando, aos 33, Vargas, em condição legal, apanhou sobra dentro da área e marcou o segundo para o Grêmio, motivando protestos dos jogadores botafoguenses.

O Botafogo iniciou a etapa final com tudo. Logo no primeiro minuto, Lodeiro fez boa jogada pela esquerda e achou Marcelo Mattos livre na área. O volante dominou e chutou para defesa de Dida, e a zaga gremista afastou o perigo após bate-rebate na sequência do lance. Aos 13, Lodeiro bateu escanteio e Dória cabeceou com perigo, ao lado do gol. O Grêmio respondeu a seguir em chute de fora da área com Alex Telles.

Aos 18, uma trapalhada de Dida e Werley quase resultou em gol botafoguense. Lodeiro entrou livre, tocou para o gol, mas o zagueiro gremista conseguiu cortar em cima da linha. Cinco minutos depois, Elano fez grande jogada, mas passou forte demais para Kleber, que não alcançou. Aos 24, Vargas apareceu livre pela direita e cruzou para Zé Roberto, que chutou em cima da zaga.

Aos 38, quase o empate do Botafogo: Henrique apareceu livre na área após tabelamento, mas Bressan cortou na hora certa. Henrique levou perigo de novo aos 40, dando bicicleta bem defendida por Dida. Aos 47, Werley salvou de carrinho quando o Fogão tinha tudo para empatar o jogo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade