Futebol/Recopa Sul-americana - ( - Atualizado )

Elenco são-paulino ouve Autuori cobrar mais atenção defensiva

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O São Paulo encerrou na tarde desta terça-feira a preparação para a decisão da Recopa Sul-americana, contra o Corinthians, no Pacaembu. Na primeira hora de treino no CT da Barra Funda, fechada para a imprensa, os atletas se reuniram com o técnico Paulo Autuori e o ouviram cobrar mais atenção na parte defensiva.

"Foi uma conversa mais sobre a parte de compactar a defesa. Nós que atuamos do meio-campo pra frente temos que ajudar o sistema defensivo também", disse o atacante Osvaldo.

No domingo, Autuori estreou com derrota de virada para o Vitória, vendo um time desorganizado taticamente, com linhas confusas. No primeiro gol baiano, o zagueiro Edson Silva ficou sozinho diante de dois atacantes e acabou sendo driblado por Dinei, que superou também o goleiro Rogério Ceni.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Treinador quer mais aplicação tática de seu time
O revés em Salvador aumentou para oito o número de jogos seguidos sem vencer (seis pelo Campeonato Brasileiro, um em amistoso contra o Flamengo e a primeira final da Recopa). Para ser campeão contra o Corinthians, o time terá necessariamente que quebrar essa série negativa, já que perdeu o jogo de ida, no Morumbi, por 2 a 1.

"A pressão é um pouco grande, até porque uma equipe como a nossa não pode ficar tanto tempo sem vencer", admitiu Osvaldo, ao prometer um São Paulo ousado. "Não tem essa de esperar (na defesa), não. São duas grandes equipes, e acho que é difícil uma ficar recuada esperando a outra. O São Paulo não tem essa característica".

A partida contra rival está marcada para 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira. Um triunfo por um gol de diferença leva a disputa para a prorrogação. Para ser campeã no tempo regulamentar, a equipe de Autuori precisa de dois gols de vantagem.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade