Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Em marcha lenta, reservas da Ponte caem para o Nacional-AM

Campinas (SP)

Sem esconder o desejo de participar da Copa Sul-americana, a Ponte Preta entrou em campo pela terceira fase da Copa do Brasil mais uma vez com um time reserva. E os suplentes comandados por Paulo Cesar Carpegiani perderam por 1 a 0 na noite desta quarta-feira com o Nacional-AM, no Moisés Lucarelli.

Para chegar à Sul-americana, a Macaca precisaria ser eliminada da competição nacional nesta fase e os dirigentes já haviam manifestado o interesse em tirar o pé da Copa do Brasil para poder lucrar com a participação em um torneio continental.

O gol marcado pelo experiente meia Danilo Rios já na reta final do segundo tempo dá vantagem para que o Naça jogue pelo empate no confronto de volta, marcado para o dia 24 de julho. A partida está marcada para as 21h30 (de Brasília) no Sesi, em Manaus.

O jogo – O primeiro lance de perigo da partida em Campinas aconteceu antes mesmo dos dez minutos e foi justamente do Nacional, que já havia eliminado o poderoso Coritiba na segunda fase. O volante Roberto Dinamite lançou e o atacante Felipe por pouco não balançou as redes do goleiro Roberto, reserva de Edson Bastos.

Os ponte-pretanos responderam pelo alto, mas as cabeçadas do zagueiro Cesar e do atacante Everton Santos, completando cruzamentos do meia Roger Gaúcho, passaram por cima da meta de Igor. Na etapa complementar, a Macaca cresceu de produção e pelos pés do experiente Adrianinho por pouco não abriu o placar.

Primeiro o meia cobrou escanteio com perfeição e o centroavante Alemão cabeceou com muito perigo. Depois foi a vez do armador arriscar de longe e ver a bola desviar antes de deixar o goleiro Igor vendido. Em mais um lance de qualidade, Adrianinho deixou Rildo na cara do gol, mas o atacante que entrou no segundo tempo na vaga de Everton Santos desperdiçou.

A pressão campineira, entretanto, pouco durou. Aos 29 minutos do segundo tempo, o time amazonense desceu em velocidade pela direita com o lateral Erick e a bola chegou limpa para Danilo Rios. O meia mostrou categoria e, de primeira, estufou as redes paulistas.

Em cobrança de falta perfeita do meia-atacante Chiquinho, a Ponte esboçou reação, mas Igor efetuou uma grande defesa. Depois foi a vez da trave, em chute colocado de Alemão, que apareceu para garantir o importante resultado conquistado pelo Nacional, que agora poderá jogar pelo empate no duelo de volta.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade