Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Ex-goleiro são-paulino e filho de treinador de Ceni criticam diretor

São Paulo (SP)

Pessoas próximas a Rogério Ceni não gostaram da entrevista dada por Adalberto Baptista nesta quinta-feira. Ao comentar declaração do goleiro de que o São Paulo parou no tempo, o diretor de futebol disse que o jogador estava irritado por alguns motivos, dentre eles a dor no pé direito, a qual, em sua opinião, tem resultado em deficientes saídas e reposições de bola.

Leonardo, que era atleta do São Paulo desde 2004 e não não teve o contrato renovado nesta temporada, criticou o dirigente no Facebook. "Esse é o Adalberto Baptista , o cara que se acha maior que o São Paulo", escreveu.

Pedro Henrique Lamounier, filho de Haroldo Lamounier (preparador de goleiros do clube), endossou a crítica do jogador de 20 anos. "Falou tudo", comentou.

A declaração de Adalberto foi dada nesta quinta-feira à tarde, em resposta a uma entrevista de Ceni ainda no Pacaembu. "Todos sabem que ele está em vias de se aposentar e gostaria de terminar esse ano ainda com título. Todos sabem que ele ainda sente algumas dores no pé. No seu ponto alto, as reposições de bola, está com deficiência. A gente prefere analisar as coisas mais friamente do que no calor da emoção. Ainda mais depois de uma derrota para o rival".

O homem forte do futebol é um dos principais alvos de crítica da torcida, juntamente com o presidente do clube, Juvenal Juvêncio. Também por isso - mas principalmente por questionar tecnicamente o principal ídolo são-paulino na atualidade - a opinião polêmica repercutiu mal e pode ter desdobramentos maiores junto ao elenco e à diretoria nos próximos dias.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade