Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Recopa Sul-americana - ( - Atualizado )

Fábio Santos recomenda que "pai" Autuori vá ao São Paulo após Recopa

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Fábio Santos recomenda que amigo Autuori vá ao São Paulo após Recopa Criado no São Paulo, Fábio Santos não nega o carinho pelo clube que defendeu por dez anos. Próximo de Paulo Autuori --- por quem foi dirigido no próprio Tricolor, no Kashima Antlers, no Cruzeiro e no Grêmio ---, o lateral esquerdo do Corinthians torce para que o treinador seja contratado e faça um bom trabalho no time do Morumbi, mas só a partir do próximo dia 18.

“Depois da Recopa, desejo toda a sorte do mundo. Até indico para ele aparecer lá só na quinta-feira. Vai ser melhor”, afirmou o jogador, recordando o Majestoso decisivo da semana que vem. “Que ele possa ter muito sucesso lá, e ganhe bastante mais para a frente, depois da Recopa”, repetiu.

Na final da competição sul-americana, o Timão saiu na frente, vencendo fora de casa por 2 a 1 e causando a demissão de Ney Franco. Por isso, o Sâo Paulo terá um novo técnico na partida de volta, marcada para a próxima quarta-feira, no Estádio do Pacaembu.

Se Autuori estiver por lá, ganhará um abraço forte de Fábio Santos. “Eu sou meio suspeito para falar dele, tenho o Paulo como um pai mesmo. Eu não era titular no São Paulo, ele me deu oportunidade no Japão. Dialoga com o jogador, escuta. Torço para que volte para o futebol de São Paulo, desejo toda a sorte para ele.”

Divulgação/Agência Corinthians
Formado no São Paulo, Fábio Santos diz ter se identificado bastante com o Corinthians (foto: Daniel Augusto Jr.)
Com o “pai”, o lateral esteve no grupo tricolor que conquistou a Copa Libertadores e o Mundial de 2005. Naquele ano, logo na estreia do treinador, ele entrou no final e substituiu Júnior em um massacre da equipe do Morumbi sobre o Corinthians: 5 a 1 no Pacaembu, o jogo que derrubou Daniel Passarella.

Seis anos depois, do outro lado, Fábio participou de nova vitória fácil no Pacaembu, um 5 a 0 para o Alvinegro comandado por Danilo e Liedson. Na decisão da Recopa, ele espera comemorar mais um resultado marcante no Majestoso. E nem precisa ser de goleada.

“A gente não pode entrar nessa empolgação de ter vencido o primeiro jogo. Vamos respeitar o São Paulo e fazer de tudo para conquistar o título. Está valendo título, é o que entra na história. E, claro, por ser um clássico, por ter o São Paulo do outro lado, a competição ficou ainda mais valorizada”, comentou.

Como está mais valorizado o Majestoso, com a rivalidade renovada em mais uma decisão. “Ganhar é sempre bom. Para mim, é indiferente se é contra São Paulo, Atlético ou Inter. Tenho um carinho especial pelo São Paulo, nunca neguei, mas me identifiquei com o Corinthians, estou muito feliz aqui”, disse Fábio Santos, antes de admitir: “Título é importante contra qualquer time, ainda mais naquele que, acho, é o principal clássico hoje”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade