Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Guardiola evita polêmicas e se emociona com Tito: "Eu o amo muito"

Munique (Alemanha)

Pep Guardiola falou sobre a nova recaída de Tito Vilanova, que deixou o comando técnico do Barcelona para tratar um câncer na região bucal, pela primeira vez. Após a goleada do Bayern de Munique sobre o Hamburgo, por 4 a 0, na tarde deste sábado, o treinador falou pouco, mas se emocionou.

Na coletiva de imprensa, Guardiola usou poucas palavras, mas não entrou em nenhuma polêmica – recentemente, Vilanova criticou seu antecessor no Barça por “falta de apoio psicológico” durante o seu tratamento médico, quando os dois estavam em Nova York, no começo deste ano.

“Para mim, é muito difícil falar do Tito (Vilanova) em alemão. É meu amigo e o amo muito. Desejo o melhor para ele e para sua família. É muito duro pra mim”, repetiu Guardiola, que deu indícios de ter uma relação não tão amigável assim com a diretoria do clube catalão, especialmente depois de sua saída.

AFP
Técnicos trocaram farpas recentemente, mas Guardiola mostrou emoção após outra recaída de Tito
Já em Munique, Guardiola revelou mágoas com o presidente Sandro Rossell e seus homens. Quando o técnico estava aproveitando férias na cidade norte-americana, a cúpula culé não o teria “deixado em paz”, inclusive usando a doença de Vilanova contra ele.

Após implantar um estilo de jogo que encantou o mundo do futebol e conquistar os maiores títulos europeus e mundiais, Guardiola alegou “cansaço” e não renovou contrato com o Barça. Ele tirou um período sabático por conta própria e, depois, acertou com o clube da Baviera.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade