Futebol/Copa Libertadores da América - ( - Atualizado )

Herói do Galo, 'São Victor' é protagonista de milagres do título

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

A história do inédito título da Libertadores, conquistado pelo Atlético-MG, tem vários personagens que serão lembrados eternamente pelo torcedor atleticano, mas o principal deles é o goleiro Victor. O jogador, considerado por muitos como o melhor atleta da Libertadores, protagonizou uma defesa épica nas quartas de final, ao segurar, com o pé esquerdo, um pênalti cobrado Riasco, do Tijuana-MEX, aos 46 minutos do segundo tempo.

A defesa garantiu o Galo nas semifinais, mas os feitos heróicos de Victor não pararam por aí. Na partida contra os argentinos do Newell’s Old Boys, o goleiro voltou a brilhar na disputa de pênaltis, segurando a cobrança de Maxi Rodriguez e garantindo o Atlético-MG pela primeira vez na final da principal competição de clubes das Américas.

Diante do Olimpia, Victor voltou a fazer a história com a camisa alvinegra, defendendo mais uma penalidade máxima, dessa vez, cobrada por Miranda. Os feitos de Victor colocam o goleiro um patamar acima de Taffarel, João Leite e Kafunga, nomes históricos que defenderam a meta alvinegra.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
'São Victor' fez mais milagres na noite desta quarta e foi imortalizado de vez na história do Galo
Se todo grande time começa por um grande goleiro, a torcida do Galo jamais vai esquecer os feitos de Victor. Os mais eufóricos já cogitam uma estátua para o jogador, que em pouco mais de um ano de Atlético-MG ajudou o clube a escreve a página mais impressionante dos mais de 100 anos de história do clube.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade