Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Jadson se diz envergonhado e liga alerta contra queda à Série B

Tossiro Neto São Paulo (SP)

A má fase do São Paulo tem impedido alguns jogadores de sair de casa. Depois do atacante Osvaldo, foi a vez de o meia Jadson se dizer envergonhado e preocupado com a sequência de partidas sem vitória, a qual já acende no clube uma apreensão inicial de rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

"Nenhum jogador gosta de perder, eu não entro para perder. Mas, às vezes, acontece o que você não espera. Estamos em uma situação ruim, e é claro que fico com vergonha, em casa, com meus filhos, minha mulher, para ver se passa essa crítica. Uma hora, isso vai mudar", diz.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Derrota para o Cruzeiro foi a sétima seguida
"Nós trabalhamos normalmente, mas o ambiente é triste. Porque a gente sabe que tem elenco para brigar por vitórias, para chegar entre os primeiros. Infelizmente, aconteceram resultados não favoráveis. Temos que nos fechar agora, nos unirmos, porque dependemos só de nós mesmos para sair dessa situação. Todo mundo aqui vai lutar por isso", continuou.

Jadson viveu situação semelhante em 2003, no Atlético-PR, pouco depois de ser promovido ao profissional. A equipe paranaense lutou contra a queda para a segunda divisão nacional e teve sucesso, terminando a competição - que tinha 24 clubes, na época - na 12ª colocação.

"Foi parecido. A gente estava brigando para se manter fora da zona de rebaixamento, e eu e meus companheiros conseguimos sair. Espero que isso se repita aqui. Ainda está no começo, mas tem que ligar sinal de alerta. Não pode deixar passar e complicar no final", cobrou-se o jogador, um dos poucos poupados nos recentes protestos da torcida.

A próxima tentativa de quebrar a série de dez jogos sem vencer será daqui a dois dias. O São Paulo recebe o Internacional, no Morumbi, às 21 horas (de Brasília) desta quarta-feira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade