Futebol/Libertadores - ( )

Junior Cesar tem ‘deja vu’, mas celebra final diferente no Mineirão

Belo Horizonte (MG)

Ao ser derrotado na primeira da final da Libertadoras em Assunção, conseguir tirar a vantagem no Mineirão e levar a decisão para os pênaltis com a torcida incentivando aos gritos de “eu acredito”, Junior Cesar teve um ‘deja vu’ e recordou a final da Libertadores 2008, quando o Fluminense foi derrotado pela LDU no Estádio do Maracanã. Na ocasião, o Tricolor das Laranjeiras seguiu o mesmo caminho, mas não teve a mesma sorte nas cobranças de pênaltis e amargou o vice-campeonato.

“Eu não poderia sair daqui sem o título. Isso me fez lembrar 2008 e eu não abria mão dessa conquista”, revelou Junior Cesar ao falar sobre o que passava em sua cabeça ao chegar no Mineirão. Ainda nas ruas no entorno do estádio, o ônibus atleticano recebeu o carinho do torcedor, que não deixava de acreditar na conquista do Galo.

“Diante dessa torcida maravilhosa que nos deu apoio, conseguimos realizar o sonho deles. O grupo todo é aplicado e determinado. Coroamos com um titulo belíssimo”, destacou Junior Cesar após a confirmação da inédita conquista da Libertadores.

Com a expulsão de Richarlyson no primeiro jogo da decisão continental, Junior Cesar foi escalado como titular do Galo e assumiu a responsabilidade de não repetir o mesmo filme vivenciado em 2008. Com o apoio da Massa, o lateral não decepcionou e cumpriu sua missão com a camisa alvinegra.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade