Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Luxemburgo exalta legado de Abel e quer Flu “indignado com derrota”

Rio de Janeiro (RJ)

O técnico Vanderlei Luxemburgo comandou nesta terça-feira o seu primeiro treino no comando do Fluminense. Em sua apresentação oficial, logo após a atividade nas Laranjeiras, o treinador exaltou o legado deixado pelo antecessor Abel Braga e cobrou elenco tricolor “indignado com derrota” para iniciar reação no Campeonato Brasileiro.

“Estou chegando para substituir o Abel e dar continuidade a um trabalho vencedor. Este grupo tem muita qualidade e está vivendo um momento ruim. Vamos tentar reviver este bom futebol e trazer o Fluminense de volta ao espaço que ele deve estar, no topo da tabela”, projeta.

Apesar da oportunidade de treinar o atual campeão nacional, Luxemburgo acredita que a demissão de Abel Braga foi injusta. “Meu trabalho vai ser facilitado pela história do treinador passado. O Abel é um vencedor”, elogia. “É uma pena que a cultura do futebol brasileiro é assim. O Abel saiu e não deveria ser assim. O ambiente é complicado para se manter um técnico em meio a derrotas”, completa.

Nelson Perez/Fluminense FC
Luxa comandou treino desta terça e estará no banco de reservas do Maracanã no duelo contra o Cruzeiro
Além de exaltar o antigo treinador e seu legado, Luxemburgo elogiou também o elenco tricolor. Para ele, o momento atual não reflete a real capacidade do atual campeão brasileiro, o que o obrigará a lutar pela retomada do bom futebol apresentado pelo Fluminense no último nacional.

“O time que está aqui foi bicampeão brasileiro e de um momento para o outro dizem que eles não prestam mais? Um time que está acostumado a ganhar tem que ficar indignado com a derrota. Quem ganha muito relaxa inconscientemente. É isso que tenho que trabalhar. Tudo vai acontecer de forma natural. O Fluminense vai ter que praticar ganhar. Você não ganha porque foi campeão no ano passado. Ele só vai ganhar se quiser ganhar, esse é o ponto importante”, analisa.

Em seu primeiro treino à frente do Fluminense, Luxemburgo foi recepcionado por um grupo de torcedores que gritou o seu nome no decorrer das atividades nas Laranjeiras.

“Acho legal a torcida apoiar. A rotina de treinador é essa, mesmo. A rejeição ontem era de 80%, caiu para 50% e se vencermos amanhã cairá para 10%. Essa é a rotina de treinador e do futebol, estou acostumado com isso”, garante Luxemburgo, explicando o porque acredita que seu nome foi inicialmente criticado pelos tricolores.

“Eu sou flamenguista, não posso abdicar de algo que vem desde criança. Mas quando for enfrentá-los, é claro que quero enfiar um ‘sapeca-iaiá’. Sou profissional. O Abel, mesmo, é tricolor e não deixou de trabalhar em Vasco, Botafogo e Flamengo”, explica.

Luxemburgo comanda o Fluminense já na partida desta quarta-feira, contra o Cruzeiro. O treinador assinou contrato até o final desta temporada. “É quando acaba o mandato da diretoria. No Grêmio tive esse problema, fui contratado por um presidente e meses depois entrou um novo”, conclui.

Nelson Perez/Fluminense FC
Luxemburgo elogiou Abel Braga e o elenco do Fluminense em sua primeira coletiva no clube

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade