Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Mano pede, e Flamengo segue em busca de reforços para a defesa

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

A contratação do lateral esquerdo André Santos não encerrou a procura por reforços pelo Flamengo. O técnico Mano Menezes se reuniu com o diretor de futebol Paulo Pelaipe e pediu ainda que o clube se empenhe para tentar acertar com um zagueiro e com um lateral direito. O primeiro chegaria em condições de ser titular, enquanto que o segundo apenas agregaria valor ao plantel.

A prioridade realmente é a zaga. O clube desfez o acordo com o zagueiro Roger Carvalho, que estava no futebol italiano e foi indicado por Jorginho. Mano Menezes não aprovou o nome do jogador, que tinha uma lesão e só poderá voltar a atuar na metade de agosto. Alex Silva também foi dispensado após ter péssimo desempenho no Campeonato Carioca.

Atualmente, tirando atletas promovidos das categorias de base, o clube conta com o chileno Marcos González, tido como titular absoluto pelo treinador, Renato Santos, que está longe de ter a confiança do comandante, e Wallace, visto como paliativo.

A ideia da diretoria é contratar um nome de peso para a posição. Leandro Castán, o preferido de Mano Menezes, chegou a acertar as bases salariais, mas não foi liberado pela Roma.

Chicão, outro indicado por Mano, também parece não estar encaminhado. Nos corredores da Gávea já foi ouvido o nome de Antônio Carlos, reserva do Botafogo. O bom relacionamento entre o presidente Eduardo Bandeira de Mello e o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, poderia pesar a favor do Rubro-Negro. Mas nenhum contato foi feito ainda.

Divulgação/Flamengo
Mano Menzes segue cobrando a diretoria para a contratação de reforços para a zaga

Já para a lateral direita o jogador chegaria somente para compor o elenco, já que Leonardo Moura é visto como titular absoluto. O problema é que incomoda a Mano o fato de o veterano atleta não ter um substituto à altura.

Independentemente dos nomes que chegarem, de peso ou somente para compor o elenco, o certo é que nenhum deles vai custar um centavo ao clube em termos de direitos federativos. O Rubro-Negro não tem como investir nada que não seja em pagamento de salários. Portanto, Paulo Pelaipe foi instruído a procurar apenas situações por empréstimo.

"O Flamengo não tem como investir, para dois mil e treze, um único centavo para comprar direitos federativos. Tanto que todos os jogadores contratados foram por empréstimo. O mesmo vai acontecer com possíveis nomes que chegarem, mesmo que sejam jogadores de grande porte. Nossa prioridade é honrar com os nosso compromissos", afirmou Bandeira de Mello em entrevista ao SporTV.

Décimo quinto colocado do Campeonato Brasileiro com nove pontos, o Flamengo enfrenta o líder Botafogo neste domingo, às 18h30 (de Brasília), no Maracanã. A partida, válida pela nona rodada da competição, marcará a volta do Rubro-Negro a sua tradicional casa.

O Mengão busca a vitória para se recuperar da derrota de 1 a 0 sofrida para o Internacional no fim de semana passado, quando sofreu o gol nos acréscimos do segundo tempo. A escalação para o clássico deverá ser definida por Mano Menezes no treino previsto para a tarde desta quinta-feira no Ninho do Urubu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade