Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Massimo Moratti fica próximo de vender 75% da Internazionale

Milão (Itália)

Fundada em 9 de março de 1908 e uma das equipes com mais tradição em território italiano, a Internazionale está próxima de ser controlada acionariamente por um empresário indonésio. Em notícia divulgada nesta sexta-feira, o jornal italiano La Gazzetta dello Sport afirmou que o presidente do clube do Milão, Massimo Moratti, está muito perto de vender 75% de suas ações ao magnata Erick Thohir por 300 milhões de euros (aproximadamente R$878,3 milhões).

Apesar de negar em diversas oportunidades o suposto interesse de negociar a Internazionale, Moratti deve acertar os últimos detalhes da transação e assinar contrato ainda neste final de semana, em Londres (Inglaterra). Os principais intuitos do dirigente com a venda seriam aumentar o poderio financeiro do clube e também ajudar a manutenção de algumas de suas empresas em território italiano.

Presidente da Internazionale desde 1995, com pequeno período de afastamento entre 2004 e 2006, Moratti ainda seguirá como sócio da agremiação, pois terá outras 23,3% das ações. Fornecedora oficial de pneus a Fórmula 1, a Pirelli detém outros 1,6%, enquanto outros acionistas acumulam apenas 1,6%.

A principal dúvida para o acerto do contrato seria a maneira da venda. Ainda não se sabe se Moratti venderá os 75% de uma vez só ou se a negociação ocorrerá em ritmo gradativo, com Thohir assumindo o controle majoritário ao longo do tempo. Bastante atuante no cenário esportivo norte-americano, o indonésio tem 15% da franquia de basquete Philadelphia 76ers e também uma cota no time de futebol DC United.

Dono da Sociedade Astra International, o empresário está interessado em aumentar o potencial de marketing da Internazionale ao redor do mundo e construir um estádio para o clube italiano. A expectativa de Thohir é de que a nova arena renda até 100 milhões de euros (cerca de R$292,7 milhões) por temporada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade