Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Mesmo modificado, Santos derrota Crac-GO e avança na Copa do Brasil

Do correspondente Rodrigo Martins Catalão (GO)

Com uma atuação segura, mesmo com várias alterações na equipe - Edu Dracena, Léo, Arouca, Cícero e Montillo não viajaram para Catalão (GO), por decisão da comissão técnica -, o Santos derrotou o Crac-GO, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no Estádio Genervino da Fonseca. Gustavo Henrique, no primeiro tempo, e Léo Cittadini, na etapa complementar, garantiram o Peixe nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Classificado para a próxima fase do torneio, o time alvinegro agora volta as suas atenções, novamente, para o Campeonato Brasileiro. A equipe praiana visita a Ponte Preta, no próximo sábado, a parir das 21 horas (horário de Brasília), no Estádio Moisés Lucarelli.

O jogo - O Santos começou bem a partida e logo abriu o placar. Aos oito minutos, o lateral-direito Rafael Galhardo cobrou uma falta em direção a área, para o desvio do zagueiro Gustavo Henrique, que colocou o Peixe na frente no marcador.

Com a vantagem no placar, a equipe praiana passou a atuar com mais tranquilidade, enquanto os donos da casa se arriscavam atrás do empate. Aos 26, após Aranha cortar parcialmente uma bola levantada para a área, o ala-esquerdo Rodrigo Crasso bateu forte, de longa distância, mas o volante santista, Alison, estava atento e salvou o time alvinegro, afastando o perigo.

Os goianos voltaram a incomodar a zaga do Santos quando, aos 38, William Amendoim arriscou de fora da área, se aproveitando do fato de que Aranha estava adiantado. A bola explodiu no travessão, mas o Crac-GO não conseguiu chegar ao empate antes do intervalo.

Na volta do intervalo, o Leão do Sul continuou pressionando e, com Rodinei, aos seis, assustou mais uma vez. O lateral chutou de fora da área, mas a bola passou por cima do gol de Aranha, que apenas acompanhou o resultado da finalização.

Aos nove, o Peixe respondeu e quase chegou ao seu segundo gol. Giva tabelou com o estreante lateral Eugênio Mena, antes de arrematar para boa defesa de Aleks.

Os santistas estiveram perto de ampliar o marcador, em duas chances seguidas. Aos 19, Rafael Galhardo cobrou escanteio, Gustavo Henrique desviou e o goleiro do Crac-GO salvou. No rebote, o ala alvinegro cruzou mais uma vez, Dural completou de cabeça, mas Aleks fez outra grande defesa, salvando a sua equipe.

O técnico interino, Claudinei Oliveira, promoveu três alterações quase que ao mesmo tempo. Léo Cittadini no lugar de Pedro Castro, Lucas Otávio na vaga de Alison e Willian José substituindo Giva.

Um deles, aliás, foi o responsável por praticamente definir a classificação do seu time. Aos 30, Cittadini aproveitou o rebote de um chute de Willian José, defendido por Aleks, e de cabeça, completou para o fundo das redes: 2 a 0 para os alvinegros.

Nos minutos finais, o Santos tratou de administrar o resultado até o apito final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade