Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Recopa Sul-americana - ( )

Ney Franco tenta de tudo e não vê resultado, mas promete insistir

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Dois atacantes, três atacantes, um meia, dois meias, dois zagueiros, três zagueiros. Ney Franco já testou o São Paulo de diversas formas neste ano, mas não deu sequência a nenhum esquema. Após a derrota para o Corinthians, na primeira final da Recopa Sul-americana, o treinador reconheceu que o time não tem evoluído. Prometeu, mesmo assim, não mudar seu estilo.

"Estamos tentando todas as alternativas em termos de jogadores, de formas de jogar. Em alguns momentos, a equipe dá uma ideia de que vai se acertar. Depois, em jogos como o de hoje, dá um passo atrás no trabalho. Temos uma linha de trabalho e vamos insistir. Vamos ver se já no domingo apresentamos algo diferente", disse, ao final do revés por 2 a 1, no Morumbi.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Treinador são-paulino viu seu time ser derrotado pelo rival alvinegro, por 2 a 1, em pleno Morumbi
No domingo, o São Paulo tem outro clássico pela frente. Encara o Santos, novamente em casa, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Apesar de esse tipo de jogo ter maior peso, em especial quando se perde, o comandante se diz tranquilo.

"Se eu pudesse, todo fim de semana jogava clássico. Prefiro clássico do que enfrentar time mediano. Isso não nos preocupa. Sendo clássico ou não, nossa equipe tem que jogar melhor. E clássico ajuda mais na motivação", analisou, garantindo - como de costume - ter apoio.

"Em todos os momentos de turbulência no clube, a diretoria sempre me deu respaldo. O presidente Juvenal Juvêncio, o Adalberto Baptista (diretor de futebol)... Nunca tive nenhum problema, nunca houve alguma coisa de mudança de treinador", concluiu.

Diferentemente da cúpula de futebol, parte do elenco trata Ney Franco com relativa distância, a qual pode aumentar depois desta quarta-feira, quando o treinador disse repetidas vezes que o motivo da derrota foram excessivos erros. "Não posso ir lá dar um passe", defendeu-se.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade