Futebol/Copa Libertadores - ( )

Olimpia sobe a campo 2h antes e levanta torcida paraguaia

Tossiro Neto, enviado especial Belo Horizonte (MG)

A delegação do Olimpia deixou bem cedo o hotel onde está hospedada em Belo Horizonte e partiu rumo ao Mineirão. Duas horas antes da partida desta quarta-feira contra o Atlético-MG, marcada para 21h50 (de Brasília), os jogadores do time paraguaio subiram ao campo e levaram sua torcida à loucura.

Os visitantes já faziam festa dentro do estádio havia alguns minutos - a entrada deles foi liberada antes dos atleticanos -, mas a presença da equipe a poucos metros deles os contagiou ainda mais. De tênis, os atletas tiraram fotografias no gramado e acenaram para a arquibancada.

Com faixas, bandeiras e principalmente voz, os pouco menos de dois mil torcedores que viajaram do Paraguai para a capital mineira responderam dando ao estádio a primeira aparência de uma partida decisiva, com cânticos que historicamente embalaram o clube tricampeão da Libertadores.

É bem verdade que a acústica do novo Mineirão faz com que os gritos fiquem ainda mais altos. Espera-se que o barulho, portanto, fique ainda muito maior quando os cerca de 60 mil torcedores do Atlético tomarem seus assentos. Além dos festejos tradicionais, um gigantesco mosaico vai encobrir os quatro setores de cadeiras.

Dentro das quatro linhas, a equipe treinada por Cuca precisará de três gols de vantagem para se sagrar campeã continental, já que foi derrotada por 2 a 0 no primeiro encontro, em Assunção. Um triunfo por dois gols de diferença levaria a disputa do título à prorrogação.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade