Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Polícia retira de arquibancada faixa de protesto contra Juvenal

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

As arquibancadas do estádio do Morumbi voltaram a ficar divididas nos protestos contra a má fase do São Paulo, na noite desta quarta-feira. Mais uma vez, os torcedores comuns se manifestaram com críticas ao presidente Juvenal Juvêncio e até estenderam uma faixa para contestá-lo, mas a Polícia Militar não permitiu que a mensagem ficasse exposta por muito tempo.

“Ficamos só dois ou três minutos com a faixa, e o policial explicou que não poderíamos ficar com ela, porque precisávamos de uma autorização antes. Ele disse também que poderia inflamar (o restante da torcida)”, explicou o torcedor que se apresentou como dono da faixa, mas que só aceitou revelar o primeiro nome, Jonathan.

O rapaz alegou que o policial foi educado no momento de explicar por que a faixa não poderia ser exibida. Assim, depois da partida, o torcedor tentou recuperá-la. “Eles me disseram que me devolveriam”, acrescentou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Torcida exibiu faixa contra Juvenal Juvêncio por poucos minutos, até que a PM retirou a mensagem
A mensagem “Fora, Juvenal, você é o câncer do São Paulo” foi exposta no setor oposto de onde ficam as uniformizadas. Nesta área dos são-paulinos sem ligação com as organizadas, houve gritos contra o presidente e também de apoio ao oposicionista Marco Aurélio Cunha.

Já as principais lideranças das arquibancadas seguiram com críticas direcionadas ao time, pedindo mais raça e “respeito com a camisa tricolor”. Em meio à divisão entre suas torcidas, o São Paulo perdeu mais uma vez, desta vez por 1 a 0 para o Internacional.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade