Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Rátis se reúne com delegação e promete quitar salário antes do Ba-Vi

Salvador (BA)

Interventor do Bahia, o advogado Carlos Rátis vem tentando acalmar os ânimos dentro do clube, ainda mais enquanto o clássico com o Vitória se aproxima. Em reunião com a delegação no começo desta semana, o presidente em exercício decidiu que irá quitar os salários atrasados.

De acordo com a imprensa baiana, o elenco e alguns funcionários estão há mais de um mês sem receber os vencimentos – no caso do grupo, os jogadores também não receberam direitos de imagem e bichos pelos jogos contra a Ponte Preta e o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro.

Rátis se encontrou com os atletas pela primeira vez nesta terça-feira e garantiu que tudo será resolvido até este domingo, dia do jogo contra o Leão da Barra. Enquanto isto, Rátis e o restante da diretoria tentarão conter a revolta tricolor, em que funcionários não trabalham desde o afastamento do ex-presidente.

Segundo Rátis, estes funcionários serão punidos normalmente. Marcelo Guimarães Filho foi afastado do comando pela Justiça, após ser acusado de estelionato, formação de quadrilha e corrupção, todos os crimes ligados às categorias de base do clube.

As informações são as de que ele, o gestor de futebol Paulo Angioni, o coordenador da base Newton Mota e a empresa Calcio Investments in Sports se beneficiavam com a venda de jogadores formados pelo Tricolor. A denúncia havia sido feita por dois advogados que são torcedores do time.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade