Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Reunião sela liberação de elementos tradicionais em jogos no Maracanã

Rio de Janeiro (RJ)

Durou pouco o temor pela proibição de tambores, bandeiras e torcedores sem camisa ou de pé nos jogos no Maracanã. Nesta quinta-feira, em reunião realizada no auditório do Maracanãzinho, foram liberados diversos elementos tradicionais observados nos estádios cariocas, que corriam o risco de ser banidos. O encontro foi feito por representantes de torcidas organizadas, Suderj, Polícia Civil e Polícia Militar.

O anúncio oficial foi feito pelo secretário de Esporte e Lazer, André Lazaroni, que ainda afirmou que, apesar da liberação, não será tolerada depredação de patrimônio. Para isso, reforçou a presença de mais câmeras para identificar os possíveis responsáveis por destruições.

“Os elementos tradicionais serão liberados. Serão permitidos bumbo, bandeira, torcida organizada assistindo ao jogo em pé, tirando camisa e rodando camisa como é tradição torcer aqui no Rio. No Sul, por exemplo, mantiveram a avalanche”, afirmou Lazaroni.

No entanto, ainda restam algumas restrições. Não serão mais permitidos o estouro de rojões, e os bandeirões só poderão ser abertos antes do jogo ou em comemorações de gols. O tamanho dos mastros das bandeiras, um dos pontos de discordância na reunião, será determinado pelo Gepe (Grupamento Especial de Policiamento nos Estádios).

Lazaroni ainda explicou como será realizada a entrada dos objetos no novo Maracanã. “O material será levado ao Gepe, analisado antes de entrar e seguirá algumas regras. Quem está com bandeiras e bumbos já sabe como agir. Isso não traz prejuízo a quem não é das organizadas”, disse.

Reformado para a disputa da Copa das Confederações e Mundial do ano que vem, o Maracanã receberá neste domingo a sua primeira partida entre clubes após a modernização. Fluminense e Vasco medirão forças a partir das 18h30 (de Brasília) pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade