Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Recopa Sul-americana - ( - Atualizado )

Tricolor x Timão supera fronteiras pela 8ª vez, a 1ª relevante

Marcos Guedes e Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O clássico entre São Paulo e Corinthians teve até hoje sete edições internacionais. Ainda que a Recopa Sul-americana possa ter sua importância questionada, o Majestoso do campeão sul-americano contra o campeão da Sul-americana tem uma relevância claramente superior à das versões anteriores.

O oitavo Tricolor x Timão que ultrapassa as fronteiras do Brasil abre a decisão nesta quarta-feira, no Estádio do Morumbi. Daqui a duas semanas, no Pacaembu, o nono definirá o dono do troféu e poderá ter consequências importantes para as duas equipes na sequência da temporada.

Cheia de partidas em pequenos torneios, a história desses confrontos começou em 1953, no Octogonal Rivadávia Corrêa Meyer. Em um jogo no qual o árbitro inglês Evans se machucou e precisou ser substituído pelo sueco Erick Westmann, o Corinthians buscou o empate por 1 a 1 aos 44 minutos do segundo tempo, em um gol de Souzinha. O São Paulo acabou indo à decisão e perdendo para o Vasco.

Divulgação/Agência Corinthians
Paulo André e Luis Fabiano farão parte do mais importante Majestoso internacional (foto: Daniel Augusto Jr.)
Três anos depois, o time alvinegro venceu por 2 a 0, gols de Zezé e Cláudio, pela Copa do Atlântico, competição que nem chegou a ser completada. Na temporada seguinte, na Copa Morumbi, outro torneio inacabado, o Tricolor levou a melhor por 3 a 2, com três gols de Maurinho. Já em 1961, no Octogonal de Verão, vencido pelo Flamengo, a equipe corintiana que seria apelidada de “Faz-me rir” pelo desempenho ridículo contou com tentos de Joaquinzinho e Felício para triunfar por 2 a 1.

A lista de Majestosos internacionais tem apenas uma decisão, a da Copa São Paulo de 1975. Em torneio que tinha também a participação do Peñarol, o Timão derrotou o San Lorenzo por 1 a 0 antes do clássico que valeu o título. A formação do Morumbi abriu dois gols de vantagem, mas cedeu o empate por 2 a 2 em finalizações de Vaguinho e Zezé. Nos pênaltis, o triunfo foi preto e branco: 4 a 3.

Acervo/Gazeta Press
Cláudio marcou um de seus 305 gols pelo Corinthians no Majestoso válido pela Copa do Atlântico de 1956
Também nos tiros da marca penal foi definido o finalista da Copa Conmebol de 1994, competição que encerra a relação. Depois de vencer o jogo de ida por 4 a 3 e perder o de volta por 3 a 2, o Expressinho --- apelido do time reserva do São Paulo, dirigido por Muricy Ramalho --- fez 5 a 4 no desempate e avançou à final, na qual bateu o Peñarol.

Em 2013, enfim, um clássico entre o Tricolor e o Alvinegro terá uma relevância maior. Se o Corinthians defende sua ampla vantagem no confronto direto e nos mata-matas com o rival, o São Paulo tenta mostrar que competições internacionais são a sua especialidade.

Confira a lista de Majestosos internacionais:

21 de junho de 1953
Corinthians 1 x 1 São Paulo
Torneio Octogonal Rivadávia Correia Meyer
Pacaembu

7 de julho de 1956
Corinthians 2 x 0 São Paulo
Copa do Atlântico
Pacaembu

25 de junho de 1957
Corinthians 2 x 3 São Paulo
Copa Morumbi
Pacaembu

10 de janeiro de 1961
Corinthians 2 x 1 São Paulo
Torneio Octogonal de Verão
Pacaembu

2 de fevereiro de 1975
São Paulo (3) 2 x 2 (4) Corinthians
Copa São Paulo
Morumbi

2 de dezembro de 1994
Corinthians 3 x 4 São Paulo
Copa Conmebol
Pacaembu

9 de dezembro de 1994
São Paulo (5) 2 x 3 (4) Corinthians
Copa Conmebol
Morumbi

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade