Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Último triunfo são-paulino foi goleada sobre seu novo treinador

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O São Paulo estreia Paulo Autuori neste domingo, frente ao Vitória, tentando encerrar em Salvador a série negativa de seis jogos (sete, se considerado amistoso contra o Flamengo) sem vencer na temporada. O curioso é que o último triunfo da equipe foi justamente sobre o ex-clube de seu atual treinador, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, em maio.

Há 46 dias, sob comando de Autuori, o Vasco foi goleado por 5 a 1 pelo time então treinado por Ney Franco. Todos os gols daquele jogo no Morumbi foram anotados no segundo tempo - o de honra vascaíno saiu em recuo errado do goleiro Rogério Ceni. Depois disso, o São Paulo acumulou dois empates e quatro derrotas.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Autuori foi derrotado por 5 a 1 pelo time de Rogério Ceni, o qual reencontra após mais de sete anos
O principal revés foi para o Corinthians, na primeira final da Recopa Sul-americana, o qual custou o emprego de Ney Franco. Após sua saída, a equipe foi dirigida interinamente pelo coordenador técnico Milton Cruz (nas derrotas para Santos e Bahia, ambas em casa) até que Autuori assumisse o posto na quinta-feira, dias depois de pedir demissão do Vasco.

Com apenas três dias de trabalho, o novo treinador, que foi campeão da Libertadores e do Mundial de 2005 pelo clube, fará sua estreia neste domingo, 14 de julho, exatamente oito anos depois do título continental. A conquista, é claro, é motivo de comemoração. A coincidência da data, no entanto, é tratada sem nenhuma importância pelo comandante.

"Aquela conquista foi importante, mas, para mim, já passou. Jogar neste dia não representa nada a mais do que minha reestreia. O que quero é poder, daqui para frente, comemorar outras datas como aquela", comentou Autuori, que conquistou apenas o bicampeonato da Copa Emir (2010 e 2011, pelo Al-Rayyan) depois de deixar o São Paulo.

Sua volta definitiva à frente da equipe tricolor está marcada para as 16 horas (de Brasília) deste domingo, no Barradão, em Salvador. Quatro dias depois de enfrentar o Vitória, o treinador já terá o desafio de reverter desvantagem na final da Recopa, diante do Corinthians, no Pacaembu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade