Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Vadão reclama de marcação, mas evita falar em mudanças na defesa

Belo Horizonte (MG)

Apesar de reclamar de pênalti não dado sobre o meia-atacante Morais no segundo tempo, o técnico Vadão considera o sistema defensivo do Criciúma o maior culpado da derrota por 3 a 2 deste domingo, no Estádio Independência. Para ele, a desatenção da defesa do Tigre em lances comuns do ataque do Atlético-MG foi crucial para o terceiro revés da equipe fora de casa.

“No primeiro tempo a gente até tolera gols no início. No segundo, a gente já tinha o diagnóstico de como a partida estava e conversado no intervalo. Mesmo assim, o adversário conseguiu marcar logo no começo. Tomamos gols em jogadas que sabíamos que eles faziam. Cometemos erros que não podíamos ter cometido”, analisa o treinador.

Apesar de insatisfeito com o desempenho na partida deste domingo, Vadão dá a entender que não mudará a defesa titular do Criciúma. Atualmente, a zaga é formada por Ewerton Páscoa e Matheus Ferraz, além dos laterais Sueliton e Marlon.

“É muito cedo pra analisar, ainda mais de cabeça quente. Temos que esfriar a cabeça e analisar direito, temos um profissional responsável por isso. Falar que vai mudar passa a impressão que estou querendo achar um culpado, mas hoje todos nós fomos culpados. Erramos em detalhes que foram fundamentais”, conclui.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade