Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Verdão se aproxima de acordo por aumento para manter Leandro em 2014

William Correia São Paulo (SP)

O Palmeiras já busca um reforço interno para o ano do centenário. O contrato de empréstimo do Grêmio, assinado em fevereiro, dá ao clube o direito de ampliar unilateralmente a permanência de Leandro para o próximo ano, e a única pendencia para o acerto está perto de ser resolvida: um reajuste salarial com o atleta.

A Gazeta Esportiva.net apurou que as negociações por um aumento ao artilheiro do time na temporada estão “bastante avançadas”. A expectativa é de que o acordo seja selado nas próximas semanas até para dar tranquilidade ao jogador, que já manifestou sua vontade de continuar na equipe que torcia na infância e pela qual seu pai é fanático.

A facilidade para o camisa 38 continuar no clube foi garantida nas tratativas para sua chegada. Ao liberar Barcos para o Grêmio, além de R$ 7 milhões, o Verdão recebeu Leandro por empréstimo até dezembro. No contrato, está estipulado o direito unilateral de ampliação da prorrogação por mais um ano, além da prioridade na compra – o valor afixado é de 5 milhões de euros (quase R$ 15 milhões). E, se o atacante for vendido, o clube paulista ainda ficará com 15%.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Verdão topa reajustar salário do atacante e tem direito a renovar empréstimo unilateralmente
Mas a ideia da diretoria é mantê-lo, e existe a necessidade de ser por empréstimo porque o Palmeiras não possui os quase R$ 15 milhões para ficar com ele em definitivo. O jogador, porém, tem se mostrado solícito na sua pedida por um salário maior do que o atual para jogar no centenário alviverde.

Além do artilheiro do time de Gilson Kleina na temporada, com nove gols em 19 jogos, o Verdão já avisou ao Grêmio que quer continuar com Léo Gago. O volante foi titular durante o Paulista e não tem atuado porque se recupera de cirurgia no tornozelo direito, mas agradou e o Tricolor gaúcho não deve dificultar sua permanência por mais tempo do que o empréstimo que se encerra ao final da Série B do Brasileiro.

Dos quatro que vieram do Grêmio, Vilson também deve ficar, mas independentemente da vontade de seu ex-clube. O zagueiro só tem contrato com o Tricolor até dezembro, mesmo período de seu vínculo com o Verdão. Basta acertar com o Palmeiras para continuar. Já o meia Rondinelly, que quase nunca é relacionado, está praticamente descartado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade